Liberalização cambial: O que acontece na prática?

Felipe Moreira
Felipe Moreira é Graduado em Administração de empresas e pós-graduado em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 6 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.

No mercado de câmbio empresas, turistas e instituições financeiras compram e vendem moedas estrangeiras sob a supervisão do BC. O modelo atual do mercado de remessas internacionais é caro e moroso. Desta forma, o Banco Central deseja realizar a liberalização cambial para simplificar a troca de divisas.

Logo, a proposta de liberalização do câmbio vai atuar na conversibilidade do real, com objetivos de tornar mais rápido o fluxo de dólares no Brasil, permitindo atuação de bancos correspondentes. Além disso, deve autorizar pessoas físicas a terem contas em moeda estrangeira.

Segundo o diretor do BC Otávio Ribeiro “o projeto de lei pode promover novos modelos de negócios”. Pois, aumenta a presença de companhias brasileiras no cenário externo, diminuindo a burocracia nas importações e exportações. Assim sendo, deve integrar mais ainda o Brasil na economia global e facilitar a conversão do real diante de outras moedas.

Projeto de liberalização cambial pode acabar com a exclusividade dos bancos

Atualmente, somente 187 bancos podem realizar operações de câmbio no Brasil. No entanto, a liberação cambial deve permitir que outras instituições financeiras possam executar essa atividade. Em países desenvolvidos as fintechs já atuam nesse segmento, tornando as transações mais baratas e eficientes.

A proposta estabelece que as operações de câmbio poderão ser realizadas livremente, com respaldo da legislação, fundamentos econômicos e sem viés ideológico. Visto que o modelo atual apresenta brechas para insegurança jurídica e não acompanha as mudanças tecnológicas vivenciadas.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Em resumo, o projeto junta mais de 40 leis desatualizadas em 26 artigos adequados ao cenário global. Deste modo, o atuantes no mercado de câmbio terão maior liberdade e flexibilidade para executar suas transações.

O projeto de liberalização cambial foi enviado para o congresso no início de Outubro. E, na ocasião o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou que seria tratado com celeridade pelos deputados.

LEIA MAIS:

https://www.euqueroinvestir.com/como-as-fintechs-vem-revolucionando-o-mercado-brasileiro/

https://www.euqueroinvestir.com/o-que-falta-para-voce-comecar-a-investir/


Aproveite as oportunidades e aumente a rentabilidade dos seus investimentos.

Preencha seus dados abaixo e conte com especialistas para ajudar.

Se preferir, ligue direto para 4007-2374