Lei do Gás será votada na próxima semana

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 7 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Site Portal Você

A reunião de líderes do Senado realizada nesta terça-feira (1) agendou para a próxima semana a votação do PL 4476/2020, que atualiza a Lei do Gás.

O projeto muda o regime de exploração de gasodutos no Brasil, que passará de concessão para autorização.

A proposta também quebra o monopólio dos estados na distribuição do gás natural.

Conquiste sua Independência Financeira. Conheça os 4 Pilares para Investir

O relator deve ser o senador Eduardo Braga (MDB), ex-ministro das Minas e Energia. O texto é uma das prioridades do governo para este final de ano.

Custos

Segundo o relator da matéria, deputado Laércio Oliveira (PP-SE), com as novas regras, o custo do botijão de gás vai diminuir para o consumidor.

“A nova Lei do Gás vai reindustrializar o Brasil, aumentar a receita dos governos e reduzir o custo do gás nas empresas, nos comércios e até nas residências”, afirmou Oliveira à Agência Brasil.

“Daqui a alguns anos, quando o brasileiro estiver em casa cozinhando com seu botijão, que ele conseguiu comprar mais barato, saberemos que este foi o resultado de uma escolha importante que fizemos neste dia”, disse.

De acordo com a proposta, as empresas com sede no Brasil poderão atuar nesse mercado por meio de autorização da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Atualmente, a legislação prevê que as empresas se submetam a um leilão de concessão da ANP para atuar no setor.

Veja mais:

Money Week: confira dicas de livros, cursos e de quem seguir nas redes

Inteligência financeira: 10 sugestões de livros de Gustavo Cerbasi