Latam assina acordo de financiamento de US$ 2,4 bi

Victória Anhesini
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie
1

Crédito: Reprodução/Facebook

A Latam anunciou nesta quarta-feira (30) em comunicado para a Comissão de Valores Mobiliários nos Estados Unidos (SEC) que assinou na última terça (29) o acordo com o propósito de captar US$ 2,4 bilhões com credores e acionistas.

As informações são da Broadcast.

A empresa enfrenta o processo de recuperação (chamado Chapter 11) nos EUA.

Confira principais Ações para investir em Outubro

O acordo assinado é um modelo de financiamento que dá preferência de pagamento a quem ajudou durante o período.

“De acordo com os termos da aprovação judicial e para os fins a que foi implementado, as diferentes partes envolvidas no financiamento DIP assinaram nesta data um acordo de crédito sujeito às leis do Estado de Nova York, Estados Unidos”, informou a empresa no comunicado.

Jerome Cadier, presidente da empresa no Brasil, afirmou durante entrevista ao Broadcast que a Latam “pode voltar a focar nos negócios”.

Simule o rendimento de investimentos em Renda Fixa

A princípio, a Justiça americana havia negado a proposta. “Agora conseguimos voltar nosso foco para o crescimento, aumento de frequência e de destinos”, disse.

Acordo DIP

O DIP Financing (debtor-in-possession) é uma modalidade de novo financiamento para uma empresa que está em processo de recuperação judicial. Primeiramente, o DIP serve para suprir falta de caixa. Ou seja, para a Latam, haverá dinheiro para cobrir despesas operacionais e administrativas. 

O método garante que a empresa mantenha o fluxo de caixa para bancar a sua operação, mas que também consiga pagar os credores. Dessa forma, o plano de recuperação judicial pode ser executado.

Por consequência, o DIP precisa ser prioritário em detrimento aos pagamentos dos demais créditos do plano de recuperação. Também há o compromisso de compartilhar as garantias igualmente aos demais credores, todos sob as mesmas condições.