Kora Saúde (KRSA3) comunica aumento de capital; Movida (MOVI3) paga R$ 510 mi em dividendos

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Divulgação

A Kora Saúde (KRSA3) comunicou aumento de capital deliberado pelo Conselho de Administração.

O aumento do capital social, dentro do limite do capital autorizado, é em razão do exercício integral do lote suplementar em percentual equivalente a 15% do total de Ações inicialmente ofertada, ou seja, em 14.583.333 ações ordinárias de emissão da companhia, nas mesmas condições e pelo mesmo preço das ações inicialmente ofertadas. O valor, no montante total, perfaz R$ 104,9 milhões.

A operação é de oferta pública de distribuição primária de ações de emissão da companhia, com esforços restritos de colocação, realizada no Brasil.

Em razão do aumento do capital social da Kora, o seu novo capital social passa de R$ 322.057.732,89 para R$ 337.807.732,53, dividido em 765.255.175 ações ordinárias.

A companhia destinará R$ 15.749.999,64 à conta de capital social da companhia e R$ 89.249.997,96 à conta de reserva de capital da companhia.

A Kora pretende utilizar os recursos líquidos provenientes do exercício das ações suplementares para (i) expansão inorgânica através de aquisição de ativos (incluindo o pagamento de parcela do Preço de Aquisição do Hospital Anchieta); (ii) ampliação dos ativos já existentes (brownfield); (iii) inauguração de  novos  hospitais  (greenfield);  (iv)  expansão  de  outros  segmentos  hospitalares  (oncologia,  imagem, diagnóstico).

Movida (MOVI3) anuncia R$ 510 milhões em dividendos

A Movida (MOVI3) comunicou que seu conselho de administração aprovou a distribuição de lucros de R$ 510 milhões.

Deste total serão R$ 300 milhões em dividendos intercalares e R$ 210 milhões em dividendos intermediários.

A data do pagamento dos dividendos intercalares e intermediários é até 30 de setembro de 2021. O montante distribuído a título de dividendos intercalares (R$ 300.000.000,00) será imputado aos dividendos mínimos obrigatórios do exercício social de 2021.

Unidas (LCAM3) atualiza informações de 21ª emissão de debêntures

A Unidas (LCAM3) anunciou que sua 21ª emissão de debêntures, série única, captou R$ 1,1 bilhão.

O valor unitário é de R$ 1 mil e o valor total da emissão

As Debêntures farão jus ao pagamento de juros remuneratórios correspondentes a 6,5119%  ao ano-base de 252 dias úteis, com periodicidade semestral, definido de acordo com o procedimento de bookbuilding.

As debêntures vencem em 15 de setembro de 2031 e começam a ser negociadas em 28 de setembro de 2021.

Equatorial (EQTL3) paga juros de debêntures

A Equatorial (EQTL3) anunciou o pagamento de juros da 1ª série da 1ª emissão das debêntures da empresa.

O preço único (PU) é de R$ 22,596, no total de 800.000, e valor de R$ 18.077.226,00.

A empresa também anunciou o pagamento de juros da 8ª emissão da 1ª série de debêntures.

O preço único (PU) é de R$ 202,366, no total de 50.000, e valor de R$ 10.118.330,00.

Enel paga juros de debêntures

A Enel anunciou o pagamento de juros da 1ª série da 7ª emissão das debêntures da empresa.

O preço único (PU) é de R$ 21,484, no total de 350.000, e valor total de R$ 7.519.731,80.