Klabin (KLBN4) anuncia SPE para explorar atividade florestal no Paraná

Marco Antônio Lopes
Editor. Jornalista desde 1992, trabalhou na revista Playboy, abril.com, revista Homem Vogue, Grandes Guerras, Universo Masculino, jornal Meia Hora (SP e RJ) e no portal R7 (editor em Internacional, Home, Entretenimento, Esportes e Hora 7). Colaborador nas revistas Superinteressante, Nova, Placar e Quatro Rodas. Autor do livro Bruce Lee Definitivo (editora Conrad)
1

Crédito: Klabin divulgação

A Klabin (KLBN4) informou nesta terça-feira (21) que concretizou acordo de associação com a Timber Investment Management Organization (TIMO) para a constituição de uma Sociedade de Propósito Específico (SPE).

O objetivo é a exploração da atividade florestal no centro-sul do Estado do Paraná para gerar matéria-prima das fábricas de papel e celulose da Klabin no estado.

A contribuição da Klabin para formação do patrimônio da SPE ocorrerá “por meio do aporte de cerca de 9 mil hectares de florestas plantadas”, lembra o comunicado da companhia.

BDRs. Alternativas para investir no exterior diretamente da bolsa brasileira

“A TIMO, por sua vez, contribuirá com o aporte de aproximadamente 11 mil hectares de florestas plantadas e 7 mil hectares de ativos em terras (área útil)”, diz o documento.

Segundo a Klabin, “a empresa terá o direito de preferência na compra da madeira para processo produzida pela SPE, dentre outros direitos típicos conferidos a acionistas controladores de uma sociedade desta natureza.”

Fábricas de papel

A conclusão da operação depende ainda da aprovação pelas autoridades regulatórias competentes. “A Klabin estima que a conclusão dessa operação se dê em breve”, afirma a empresa.

A associação permitirá à companhia acessar terras para o incremento de seu maciço florestal. O processo visa o abastecimento de suas fábricas de papel e celulose na região, “sem exigência de efetiva alocação de capital para a aquisição desses ativos”.

A companhia projeta viabilizar “a realização de futuros projetos de expansão”. Por fim, a Klabin diz: “A empresa reforça seu compromisso com a criação de valor, responsabilidade operacional e equilíbrio de sua estrutura de capital.”