Kanczuk afirma que BC trabalha com taxa real neutra de 3% e taxa nominal de 6,5%

Karin Barros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Enildo Amaral/BCB

Nesta quinta-feira (8), o diretor de Política Econômica do Banco Central, Fabio Kanczuk, segundo a Reuters, disse durante o evento virtual do banco BNY Mellon que seu cenário básico contempla uma taxa de juros real neutra de 3% para a economia brasileira.

Esse número, somado a uma inflação de 3,5%, aponta para uma taxa nominal neutra de 6,5%.

Normalização parcial

A Selic está atualmente em 2,75% ao ano e, em sua última reunião, o Comitê de Política Monetária (Copom) informou estar dando início a um processo de “normalização parcial” da taxa.

Abra agora sua conta na EQI Investimentos e tenha acesso a opções de investimentos de acordo com seu perfil. Invista em suas Escolhas

Kanczuk disse, segundo a Reuters, que o uso dessa expressão não é um compromisso, mas uma indicação de para onde a política deve caminhar.

“Estamos trabalhando com taxa de 3% real no cenário básico”, disse Kanczuk, em inglês, durante o evento do banco BNY Mellon.

“Se você somar uma inflação de 3,5%, então você tem uma Selic de 6,5% como uma taxa nominal neutra, estou te dando isso. Ainda que eu tenha um desvio padrão grande, é assim que estou olhando para a coisa, é minha melhor suposição. Isso vai evoluir ao longo do tempo e vou dar (comunicar) qualquer mudança que terei nessa taxa neutra.”

Câmbio de equilíbrio

Ainda nesta quinta (8), o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse em uma videoconferência promovida pela Brazilian-American Chamber of Commerce, de acordo com a Reuters, que a taxa de câmbio de equilíbrio deve estar girando atualmente em torno de R$ 4,50 e que houve um “overshooting” do câmbio, mas que sua expectativa é que a moeda brasileira valorize à medida que o país prossiga com as reformas estruturais e vacinação em massa.

Neste ano, o dólar salta 7,8%, o que deixa o real na terceira pior posição global.

O dólar só sobe mais no ano contra o peso argentino e a lira turca.