Kalunga protocola pedido de IPO

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 7 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Divulgação

A Kalunga protocolou o pedido de oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) junto à CVM, conforme prospecto publicado nesta sexta-feira (4).

De acordo com o prospecto, a empresa realizará oferta primária e secundária de ações.

Conforme a Kalunga, os recursos levantados na oferta primária serão investimentos em novas lojas e na expansão das operações de Copy & Print dentro das lojas da companhia; abertura de um novo centro de distribuição na região nordeste para atendimento às lojas e de mini centros de distribuição focados no atendimento de canais digitais; e reforço e adequação na estrutura de capital da companhia.

Conquiste sua Independência Financeira. Conheça os 4 Pilares para Investir

Na tranche secundária, os acionistas vendedores serão Paulo Sérgio Menezes Garcia e José Roberto Menezes Garcia.

Os coordenadores da oferta serão BTG, Bradesco BBI, XP e UBS BB.

Sobre a Kalunga

Conforme o prospecto, a Kalunga é a líder absoluta em vendas com 13,1% de market share nacional no segmento de suprimentos para escritório e material escolar, mercado altamente fragmentado de cerca de R$17,6 bilhões em 2019.

A companhia é uma plataforma de soluções de suprimentos para escritório e material escolar com grande abrangência no Brasil, seja em canais de venda, cobertura geográfica, sortimento ou oferta de produtos e serviços, operando em um ecossistema que conta com 222 lojas em 20 Estados e no Distrito Federal, e canais digitais operando em completa omnicanalidade.

A companhia acredita que a marca Kalunga é uma das mais reconhecidas do setor, sendo referência no setor e um sinônimo da categoria de suprimentos para escritório e material escolar, estando posicionada de forma única para aproveitar as oportunidades apresentadas pelo mercado brasileiro de suprimentos para escritório e material escolar, o 2º maior mercado do mundo em 2019, de acordo com dados da Euromonitor International, caracterizado por alto crescimento, resiliência em cenários de crise ou desaceleração econômica e alta fragmentação no ambiente competitivo.

Lucratividade

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla) totalizou R$ 1 milhão nos primeiros nove meses de 2020, contra R$ 13,8 milhões em igual período do ano passado.

A receita líquida atingiu R$ 69 milhões nos primeiros nove meses de 2020, contra R$ 89 milhões do mesmo período de 2019.

O lucro líquido atingiu R$ 4,1 milhões no acumulado do ano até setembro, ante R$ 242,2 milhões no mesmo período de 2019.

  • Se você quer saber mais sobre o mercado de ações e como investir, preencha o formulário abaixo que um assessor da EQI Investimentos entrará em contato.