Justiça libera lotéricas para abrir as portas no Rio de Janeiro

Angélica Weise
Jornalista formada pela UNISC e com Mestrado pela UFSM. Escreve sobre tecnologia, política, criptomoedas e atualidades.
1

Crédito: Divulgação

De acordo com as informações da Procuradoria Geral do Município (PGM), a Justiça liberou lotéricas para abrir as portas no Rio de Janeiro. As lojas de material de construção também foram liberadas para abrir, conforme informou a Agência Brasil.

A abertura desse tipo de comércio já havia sido liberado pela prefeitura, mesmo com as medidas de isolamento para combater o novo coronavírus. É que a Defensoria Pública do Estado já havia conseguido suspender o funcionamento dessas lojas através de uma liminar da primeira instância da Justiça do Rio.

Porém, a PGM conseguiu reverter a liminar com uma decisão da desembargadora Maria Isabel Paes Gonçalves, da Segunda Câmara Cível do Tribunal de Justiça.

A justiça entende que abrir as lotéricas vai ajudar a população a receber benefícios sociais e não aumentar o fluxo dos bancos. No caso das lojas de materiais de construção são elas que fornecem materiais de reparos para locais como serviços essenciais, por exemplo, os hospitais.

O irmão mais velho de Jair Bolsonaro, Angelo Guido Bonturi Bolsonaro é dono de uma lotérica em Brasília.