JSL (SIMH3) registra lucro de R$ 25,4 milhões no 3TRI, alta de 12,4%

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Crédito: JSL

A JSL (SIMH3) registrou um lucro líquido logística de R$ 25,4 milhões no terceiro trimestre de 2020.

No mesmo período do ano anterior, o lucro foi  de R$ 22,6 milhões.

No acumulado de 2020, o lucro líquido logística recua 41,9% para R$ 48,1 milhões.

Perdeu a Money Week?
Todos os painéis estão disponíveis gratuitamente!

O resultado financeiro líquido foi negativo em R$ 41,9 milhões no terceiro trimestre de 2020. Em comparação a um ano antes, a queda foi de 34,5%.

Os custos de serviços totalizaram R$ 187,6milhões, queda de 13,% no ano.

“Destacamos que Custos com Pessoal, que são os mais representativos, apresentaram redução de 16,8%”, informou a JSL.

Receita

A receita líquida atingiu R$ 733,2 milhões, contração de 6,3% em relação ao terceiro trimestre de 2019.

No acumulado do ano, a receita líquida atinge R$ 2 bilhões, queda de 13,4% em relação ao mesmo período de 2019.

A receita Líquida Venda Ativos atingiu R$ 72,6 milhões no trimestre, apresentando uma alta de 94% sobre um ano antes.

Ao mesmo tempo, a receita Líquida de Serviço alcançou R$ 660,7 milhões, queda de 11,4% sobre o terceiro trimestre de 2019.

Ebitda

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) foi de R$ 118 milhões.

No mesmo trimestre do ano anterior, o Ebitda era de R$ 82,2 milhões.

A margem Ebitda alcançou 17,9% no trimestre. Uma ano antes era de 14,9%.

Dívida

A JSL encerrou setembro de 2020 com R$ 979 milhões em caixa, suficiente para cobrir a amortização da dívida de curto prazo em 6,5x e praticamente toda a dívida até 2023, destacou a Companhia.

A dívida líquida da Companhia encerrou setembro em R$ 1,32 bilhões.

A alavancagem financeira, medida pela relação dívida líquida / Ebitda ajustado, ficou em 2,6 vezes no final de setembro, se mantendo estável na base anual.