JSL (JSLG3) aprova oferta pública de ações; Tenda (TEND3) pagará R$ 18 mi em dividendos

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 7 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: JSL prevê oferta de ações

A JSL (JSLG3) aprovou a realização de oferta pública de distribuição primária e secundária de ações, conforme ata de assembleia realizada ontem (27).

Conforme o documento, a oferta primária consistirá na emissão de 72,2 milhões de novas ações da JSL.

A oferta poderá ser acrescida em até 20%, ou seja, em até 14,4 milhões de ações da empresa.

BDRs| Aprenda mais sobre essa classe de Ativos

A faixa indicativa de preço está situada entre R$ 11,07 e R$ 14,44.

De acordo com a JSL, o recursos levantados na oferta primária serão direcionados para otimização da estrutura de capital para novo ciclo de crescimento.

Os coordenadores da oferta são a XP Investimentos, o BTG Pactual, Itaú BBA, o Santander, o BB Investimentos e o JP Morgan.

Tenda (TEND3) pagará dividendo de R$ 0,184 por ação

A diretoria da Tenda aprovou o pagamento dos dividendos suplementares, no valor de R$ 0,184 por ação.

Sendo assim, serão pagos dividendos no valor total de R$ 18,094 milhões.

O pagamento será realizado em 4 de setembro de 2020, com base na posição acionária de 10 de julho de 2020.

Renova Energia (RNEW11) recebe propostas de financiamento da fase A de Alto Sertão III

A Renova, em recuperação judicial, recebeu duas novas ofertas de financiamento na modalidade Debtor in Possession (DIP) para a conclusão das obras do Complexo Eólico Alto Sertão III Fase A, bem como para despesas operacionais correntes do grupo econômico controlado pela companhia, conforme fato relevante publicado ontem (27).

As ofertantes são a Quadra Gestão de Recursos e o sindicato constituído pela ARC Capital, da G5 Administradora de Recursos, e da XP.

Ambas as ofertas apresentaram condições suspensivas a serem implementadas mediante autorizações de credores da Renova e autorizações judiciais nos autos da recuperação judicial.

A Diretoria da Renova analisará e submeterá as condições apresentadas à apreciação do Conselho de Administração.