JSL (JSLG11): Cade aprova compra da Transmoreno

Fernando Augusto Lopes
Redator e editor
1

Crédito: Reprodução/ JSL

A JSL (JSLG11) recebeu nesta quinta-feira (8) notificação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) que aprovou sem restrições a aquisição de 100% da Moreno Holding, detentora da integralidade da Transmoreno.

“A Transmoreno é uma das principais empresas de serviços logísticos para o setor automotivo do Brasil”, lembra a JSL, em comunicado ao mercado.

A empresa tem entre seus principais clientes a Renault, a Nissan e a Volkswagem.

Perdeu a Money Week?
Todos os painéis estão disponíveis gratuitamente!

Atua principalmente no transporte de veículos novos e prestação de serviços de abastecimento, armazenagem e outros.

“A JSL, dado o seu DNA de busca constante por diferenciação na prestação de serviços, acredita que poderá trazer novas soluções e tecnologia para o segmento de transporte de veículos, impactando positivamente o ecossistema com redução de custos para nossos clientes e caminhoneiros, perpetuando nossas relações comerciais”, diz.

A Transmoreno tem um modelo de negócios baseado na contratação de uma rede de caminhoneiros terceiros.

É considerada uma empresa leve em ativos (Asset Light).

A aquisição visa aumentar a capilaridade e densidade da rede de caminhoneiros terceiros da JSL.

Em 2019, a quantidade de veículos transportados pela Transmoreno foi de 100,4 mil e a distância média foi de 1.349 km.

Recentemente, a JSL adquiriu também a Fadel.

Even (EVEN3): lançamentos somam R$ 649 milhões no 3TRI

A construtora e incorporadora Even (EVEN3) anunciou hoje os dados preliminares da operação no 3T20.

São dados ainda não auditados.

Lançamentos totalizam R$ 622 milhões.

As vendas líquidas, R$ 480 milhões, volume 84% superior ao mesmo período de 2019 e 59% maior do que o trimestre anterior.

Já a aquisição de terrenos em São Paulo, R$ 1,3 bilhão, em valor geral de vendas (VGV).

Vale lembrar que a empresa atua em São Paulo, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro.

No acumulado do ano, foram lançados 10 empreendimentos, totalizando R$ 888 milhões.

Assim, o 3T20 se torna o com maior VGV.

Enauta (ENAT3): produção total de óleo e gás no 3TRI foi de 1,37 mi de boe

A Enauta (ENAT3) divulgou sua produção do 3T20: 1,37 milhão de barris de óleo equivalente (boe), ou produção média diária de 14,9 mil boe.

No Campo de Manati, foram 253 milhões de metros cúbicos de produção. Média diária de 2,8 milhões.

Mas a Enauta detém 45% do campo, o que dá um total de R$ 114,2 milhões.

Já no Campo de Atlanta a produção foi de 1,28 milhão bbl, com média diária de 14 mil bbl.

A empresa detém 50% da produção, o que dá 609,1 mil bbl no período.