JBSS3, MRFG3 e BEEF3: exportação vai ajudar balanços, diz Eleven

Felipe Moreira
Especialista em Mercado de Capitais e Derivativos pela PUC - Minas, com mais de 7 anos de vivência no mercado financeiro e de capitais. Apaixonado por educação financeira e investimentos.
1

Crédito: Reprodução / Fotospúblicas

O setor de alimentos, principalmente o frigoríficos, deve continuar apresentando margens de exportação elevadas.

É o que aponta relatório divulgado pela Eleven.

Isso por causa do câmbio atrativo e da demanda chinesa aquecida.

Consulte os melhores diálogos e insights da Money Week.

Assim, as ações de JBS (JBSS3), Marfrig (MRFG3) e Minerva (BEEF3) podem se beneficiar do ambiente favorável.

Mas, a Eleven ressalta que as margens devem ser pressionadas pelo aumento do custo da matéria-prima no merco doméstico.

A alta do preço do gado no mercado interno deve contribuir para que as margens do terceiro trimestre sejam inferiores as reportadas no trimestre anterior, ainda que na comparação anual permaneçam bastante atrativas.

BDRs| Aprenda mais sobre essa classe de Ativos

Conforme a Eleven, o mesmo deve acontecer com a margem de exportação de frango devido ao aumento dos preços dos grãos no país.

Por outro lado, a casa de análise projeta recuperação do volume no mercado interno, mas o volume deve ser menor na comparação anual.

O aumento deve ocorrer em virtude da abertura gradual do food service e manutenção do auxílio emergencial.

JBS (JBSS3)

A forte demanda global por proteínas e o real desvalorizado devem seguir beneficiando os números da JBS nos próximos trimestres.

Além disso, a abertura gradual deve contribuir para a recuperação da demanda no food service.

A receita líquida da JBS pode chegar a R$ 68,7 bilhões no terceiro trimestre, um aumento de 31,7% na comparação ano a ano.

O Ebtida da JBS deve atingir R$ 56,4 bilhões (+8,4 a/a) e margem Ebtida de 9,4%, queda de 2 p.p.

De acordo com a Eleven, a margem deve ser afetada pela queda dos spreads bovinos nos EUA e redução de margem na Austrália. No Brasil as margens devem ser negativamente impactadas pelo aumento do custo do gado e aumento de preços dos grãos.

A recomendação da Eleven é de compra para JBS, com preço-alvo de R$ 30,00.

Marfrig (MRFG3)

A Eleven projeta que o resultado do terceiro trimestre da marfrig deve ser impulsionado pelas fortes margens de exportação de carne bovina na América do Sul e câmbio favorável para o segmento da América do Norte.

Na América do Sul as vendas deve ser alavancadas pelas exportações, visto que a recuperação no mercado interno permanece lenta.

Conforme a Eleven, a companhia deve continuar a apresentar resultados positivos no próximo ano por causa do ciclo do gado favorável nos EUA, câmbio alto e demanda global aquecida por carne bovina.

Com base nessas perspectivas, espera-se receita líquida de R$ 17 bilhões, um aumento de 33,4%.

Enquanto o Ebtida deve subir 74%, atingindo R$ 2,6 bilhões, com margem de 15% (+3,5 p.p.).

A recomendação é de compra para Marfrig, com preço-alvo de R$ 21,00.

Minerva (BEEF3)

Conforme a Eleven, a Minerva deve apresentar uma melhora sequencial de volume no terceiro trimestre. Mas a capacidade de utilização deve continuar abaixo da média.

Assim, a companhia deve registrar novamente queda anual de volume.

O Ebtida deve atingir R$ 42 milhões no trimestre, alta de 12% e margem Ebtida de 10,7% (+0,6 p.p.).

“O aumento do preço do gado deve afetar o custo da matéria-prima, ainda que a demanda global aquecida por carne bovina e o câmbio elevado contribuam para que os spreads se atenham em níveis atrativos”, explicou a Eleven.

A receita líquida pode chegar a R$ 5,1 bilhões, crescimento de 12,4% na comparação ano a ano.

A recomendação para Minerva é de compra, com preço-alvo de R$ 18,00.

M Dias Branco (MDIA3)

Em relatório assinado pela analista Diana Stuhlberger, a Eleven disse que “a M Dias Branco deve reportar no terceiro trimestre um resultado bastante forte em termos de volume, resultado do maior consumo dentro de casa e melhoria de gestão de companhia”.

No entanto, a margem bruta da empresa não deve apresentar expansão. Isso porque deve apresentar pressão do aumento do custo da matéria-prima importada.

A Eleven estima receita líquida de R$ 1,9 bilhão, alta de 22,5%.

Já o Ebtida deve atingir R$ 247 milhões (+31,4%), com margem de 13%.

A recomendação para o papel é neutra, com preço-alvo de R$ 43,00.