JBS (JBSS3) sofre ataque cibernético nos EUA

Marco Antônio Lopes
Editor. Jornalista desde 1992, trabalhou na revista Playboy, abril.com, revista Homem Vogue, Grandes Guerras, Universo Masculino, jornal Meia Hora (SP e RJ) e no portal R7 (editor em Internacional, Home, Entretenimento, Esportes e Hora 7). Colaborador nas revistas Superinteressante, Nova, Placar e Quatro Rodas. Autor do livro Bruce Lee Definitivo (editora Conrad)
1

Crédito: Reprodução/Agência Brasil

A JBS (JBSS3) confirmou, em nota, que sofreu ataque de hackers nos EUA. A companhia esclarece que foi informada pela JBS USA e pela Pilgrim’s que as empresas tiveram avanços significativos na solução do ataque, que impactou as operações da empresa na América do Norte e na Austrália.

As unidades do México e do Reino Unido não foram impactadas e estão funcionando normalmente, diz a JBS.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

A nota da companhia explica: “Hoje, JBS USA e a Pilgrim’s conseguiram enviar produtos para clientes a partir de quase todas as suas unidades. A empresa também continua a progredir na retomada das operações das fábricas nos EUA e na Austrália. Várias fábricas de suínos e aves da empresa operaram hoje e suas instalações de carne bovina no Canadá retomaram a produção.”

JBS: sistemas voltam a funcionar

De acordo com a JBS, os sistemas estão voltando a funcionar e a JBS USA não está poupando recursos para combater esta ameaça.

“Dado o progresso que profissionais de TI e equipes de fábrica fizeram nas últimas 24 horas, a grande maioria de nossas unidades de carne bovina, suína, de aves e alimentos preparados estará operacional amanhã”, acrescenta a empresa.

“A JBS USA e a Pilgrim’s são uma parte crítica da cadeia de abastecimento de alimentos e reconhecemos a nossa responsabilidade com nossos colaboradores, fornecedores e consumidores de retomar as operações o mais rapidamente possível”, disse André Nogueira, CEO da JBS USA.

A JBS USA tem recebido forte apoio dos governos dos EUA, Austrália e Canadá, realizando conferências diárias com autoridades num esforço para garantir o fornecimento de alimentos.

A empresa não tem conhecimento de nenhuma evidência neste momento de que quaisquer dados de clientes, fornecedores ou funcionários tenham sido comprometidos.

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo