Itaúsa (ITSA3 ITSA4) lucra 37,6% a mais no balanço do 4º trimestre

Rodrigo Petry
Editor-chefe, com 18 anos de atuação em veículos, como Estadão/Broadcast, InfoMoney, Capital Aberto e DCI; e na área de comunicação corporativa, consultoria e setor público; e-mail: rodrigo.petry@euqueroinvestir.com.
1

Crédito: Itaú-Divulgação

A Itaúsa (ITSA3 ITSA4) registrou um lucro líquido de R$ 3,450 bilhões no quarto trimestre do ano passado, uma alta de 37,6% sobre o mesmo período de 2018.

No ano passado, lucro da empresa avançou 9,3%, para R$ 10,312 bilhões.

Segundo a empresa, o resultado decorre do melhor resultado de todas as empresas investidas e outros efeitos não recorrentes.

Guia definitivo sobre Renda Variável  e os Melhores Investimentos para 2021

Entre os efeitos destacados estão os ganhos auferidos pelo Itaú Unibanco decorrentes da abertura de capital da XP Investimentos e da reavaliação de crédito tributário com a majoração da alíquota da CSLL, compensados parcialmente por despesas relacionadas à constituição de de provisões para contingências.

O resultado financeiro somou R$ 49 milhões em 2019, representando uma redução de 26,9% ante 2018, puxado pelo menor efeito da taxa de juros sobre a dívida.

Recorrente

A Itaúsa informou que lucro líquido recorrente, por sua vez, recuou 5,4% no quarto trimestre, para R$ 2,575 bilhões, sobre o mesmo período do ano passado.

No acumulado de 2019, o lucro recorrente atingiu R$ 9,765 bilhões, expansão de 3,6%.

Dentro da composição das investidas da Itaúsa não financeiras, o resultado da Alpargatas somou R$ 106 milhões em 2019 (+34,25); a Duratex, R$ 101 milhões (+2%); e a NTS, R$ 373 milhões (+43,8%).

Já do financeiro, o resultado somou R$ 9,723 bilhões (+3,6%), puxado pelo Itaú.

Balanço Patrimonial

A empresa encerrou o ano passado com alta de 0,3% no ativos totais, para R$ 58,571 bilhões e um patrimônio líquido de R$ 55,232 bilhões (+0,2%).

O ROE sobre o PL médio ficou em 19,4% (+1,2 p.p.) e o ROE Recorrente sobre o PL Médio foi de 18,4% (+0,2 p.p.).

Equivalência

O resultado da Itaúsa é composto essencialmente por resultado de equivalência patrimonial apurado a partir do lucro de suas investidas e de investimentos em ativos financeiros.

As Despesas Administrativas totalizaram R$ 31 milhões, de outubro a dezembro, e R$ 125 milhões em 2019, respectivamente, aumentos de 34,8% e 37,4%.

Os aumentos decorrem principalmente da adequação da estrutura administrativa e da contratação de consultorias para suporte a projetos de M&A.

Além disso, as despesas avançaram por consequência da revisão e das melhorias de processos e sistemas da área financeira, contratação de fiança e seguro para garantir processos judiciais.

Adicionalmente, os gastos avançaram pelo aumento no custo dos serviços de escrituração de ações devido ao crescimento acelerado da base de acionistas.

Dividendos

A empresa informou que os proventos declarados no quarto trimestre de 2019 e que têm sua liquidação financeira em 2020 são os seguintes:

Dividendos trimestrais de R$ 0,02 por ação, que serão pagos em 02.01.2020 aos acionistas que detinham posição acionária ao final de 29.11.2019.

Juros sobre Capital Próprio, aos acionistas com posição acionária final registrada em 12.12.2019, no valor de R$ 0,005950 por ação (líquido de Imposto de Renda: R$ 0,005058) e que serão pagos em 06.03.2020.

Mais proventos

Adicionalmente, informou a empresa, o Conselho de Administração da Companhia deliberou o pagamento de proventos com base na posição acionária ao final do dia 20.02.2020 e que também serão pagos em 06.03.2020.

Eles são divididos da seguinte forma:

Dividendos complementares no valor de R$ 0,225965 por ação; e juros sobre o capital próprio, no valor de R$ 0,217396 por ação (líquido de Imposto de Renda: R$ 0,184787).

Segundo a empresa, no período de 01.01.2019 a 31.12.2019, a Itaúsa distribuiu proventos brutos no montante de R$ 10 bilhões.

Os acionistas que permaneceram na base acionária durante esse período fizeram jus ao valor bruto de R$ 1,1908 por
ação, que dividido pela cotação da ação de 31.12.2019, resulta em 8,5% de dividend yield.