IRB (IRBR3) terá fiscalização da Susep por “insuficiência” de provisões

Marcia Furlan
Jornalista com mais de 30 anos de experiência. Trabalhou na Editora Abril e Agência Estado, do Grupo Estado, como repórter e editora de Economia, Política, Negócios e Mercado de Capitais. Possui MBA em Mercado de Derivativos pela FIA.
1

Crédito: Divulgação

O IRB informou por meio de fato relevante que a Superintendência de Seguros Privados (Susep) instaurou fiscalização especial na companhia por ter constatado haver “insuficiência na composição dos ativos garantidores de provisões técnicas e consequentemente da liquidez regulatória”.

A companhia explicou que a questão é motivada pelos efeitos da alta recente do dólar sobre as provisões em moeda estrangeira. Outro fator, de acordo com a companhia, é o aumento das provisões de sinistros a liquidar durante o primeiro quadrimestre de 2020.

O IRB argumenta que possui elevado índice de solvência e de volume de ativos livres, mas esses ativos não são aceitos pelo órgão regulador como cobertura das provisões técnicas e da margem adicional de liquidez regulatória.

A empresa diz estar empenhada em encontrar alternativas para solucionar a questão, “com a maior brevidade possível, mesmo no atual cenário adverso motivado pelo Covid-19”.

A notícia está afetando as cotações do papel na bolsa nesta segunda-feira. Desde a abertura do pregão, a ação está entre as principais perdas. Perto das 11h40, registrava queda de 15,04%, cotada a R$ 7,67.