IPOs: setembro registra recorde de ofertas públicas, diz CVM

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.
1

Foto: Gráfico econômico de subida

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) informou, nesta quinta-feira, que o número de ofertas públicas iniciais (IPOs) realizadas na B3 em setembro foi recorde.

Segundo Bruno Luna, Chefe da Assessoria de Análise Econômica e Gestão de Riscos (ASA) da CVM, o período registrou a maior alta desde 2010, com oito empresas abrindo capital na bolsa.

“Ao longo de setembro/2020, observamos um recorde de IPOs que iniciaram negociação no mercado, considerando o período após 2010. Foram realizadas 8 ofertas dessa natureza, somando 16 IPOs neste ano”, pontuou, em comunicado no site da CVM.

BDRs| Aprenda mais sobre essa classe de Ativos

Ainda de acordo com Luna, o valor de captação também foi bastante “satisfatório”.

“Ao analisar mais a fundo, houve 12 ofertas de distribuição de ações no mês, totalizando um valor expressivo de captação de R$ 16,6 bilhões”, complementou.

Setembro fechou com quase 50% das IPOs de 2020

O volume total movimentado em ofertas públicas em setembro totalizou R$ 13,04 bilhões – somando-se  ofertas primárias e secundárias de ações.

Esse montante é quase a metade do total captado nos nove primeiros meses do ano, que foi de R$ 29,08 bilhões, de acordo com a Comissão de Valores Mobiliários.

O número de empresas que deseja abrir capital segue crescendo, já que no mês de outubro 15 registraram pedidos, aumentando a fila de espera para “estrear” no mercado.

Clique nesse link e confira todas as empresas  que estão na fila do IPO.

Leia também: Inscreva-se na Money Week, maior evento de Investimentos da América Latina