Ipea: demanda por bens industriais cresce 5,9% em agosto

Victória Anhesini
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie
1

Crédito: Divulgação

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) divulgou nesta terça-feira (6) que a demanda por bens industriais cresceu 5,9% em agosto frente a julho.

Na comparação anual, entretanto, é constatada uma queda de 7,6% na demanda por bens industriais.

As informações são da Agência Brasil.

A pesquisa considera tanto os bens produzidos no país quanto os importados.

Destaques

De acordo com a pesquisa, a alta da demanda por bens industriais de outros países foi de 9,8%. Ao comparar com julho, foi uma expansão maior que a da demanda por bens industriais nacionais, de 3,1%.

Conforme o Ipea, a demanda por bens de capital teve recuo de 0,2% ante julho, apontando estagnação dessa categoria. Entretanto, os bens intermediários tiveram alta de 5,7%, e os bens de consumo duráveis, de 14,2%.

Ao analisar os 22 segmentos da indústria, comparando julho com agosto, houve aumento da demanda em 15 categorias. Os grandes destaques foram para veículos (18,6%) e metalurgia (12,3%).

Já em relação a agosto de 2019, houve uma queda generalizada, com apenas três segmentos em alta, entre eles, o de bebidas.

Já no trimestre encerrado em agosto, houve avanço de 5,5%. No acumulado de 12 meses até agosto, o Indicador Ipea de Consumo Aparente de Bens Industriais apresentou queda de 5,9%, enquanto a produção industrial acumulou recuo de 5,7%, de acordo com a Pesquisa Industrial Mensal de Produção Física, feita pelo IBGE.