IPC-S recua para 0,57% na terceira prévia de junho

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Divulgação

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC-S) da FGV recuou de 0,72% para 0,57% na terceira leitura de junho. Nos últimos 12 meses, o indicador acumula alta de 8,22%.

Nesta apuração, seis das oito classes de despesa componentes do índice registraram decréscimo em suas taxas de variação.

A maior contribuição partiu do grupo Habitação (1,34% para 1,04%). Com destaque para a tarifa de eletricidade residencial, cuja taxa passou de 4,10% para 3,03%.

Também registraram decréscimo em suas taxas de variação os grupos: Transportes (1,70% para 1,44%), Alimentação (0,39% para 0,31%), Vestuário (0,69% para 0,48%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,21% para 0,11%) e Comunicação (0,04% para -0,04%).

Os grupos Educação, Leitura e Recreação (-0,82% para -0,65%) e Despesas Diversas (0,27% para 0,29%) apresentaram avanço em suas taxas de variação. Nestas classes de despesa, vale citar os itens: passagem aérea (-8,74% para -6,72%) e tarifa postal (1,29% para 1,89%).

Quer começar o dia bem-informado com as notícias que vão impactar o seu bolso? Clique aqui e assine a newsletter EQI HOJE!

A próxima divulgação acontece em 1 de julho.

IPC-S

Reprodução/FGV