IPCA, Ata do Copom, prévia do PIB e balanços são destaques da agenda

Redação EuQueroInvestir
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Divulgação/Banco Central

Nesta semana, a agenda econômica traz como destaques indicadores de inflação, de atividade econômica, safra de balanços, entre outros.

O principal deles fica por conta do IPCA, que recebe atenções sobretudo após o movimento de alta dos juros.

Como amplamente previsto, o Comitê de Política Monetária (Copom) elevou em mais 0,75 ponto porcentual a Selic, taxa básica de juros – o que acaba influenciando na rentabilidade dos investimentos.

Análises e Resumos do mercado financeiro com leituras de 5 minutos. Conheça a EQI HOJE

Ata do Copom e IPCA

Enquanto o IPCA sairá às 9h de terça-feira, mais cedo, às 8h, outra divulgação relevante será a da Ata da reunião do Copom.

Na divulgação do comunicado da reunião que elevou os juros, o Copom mandou o seu recado em relação aos próximos passos:

“O Comitê antevê a continuação do processo de normalização parcial do estímulo monetário com outro ajuste da mesma magnitude. O Copom ressalta que essa visão continuará dependendo da evolução da atividade econômica, do balanço de riscos e das projeções e expectativas de inflação”, afirmou trecho do comunicado do Copom.

Baixe a planilha e faça você mesmo o rebalanceamento da sua carteira de investimentos com Renda Fixa e Variável

Assim, mais do que o reforço de que os juros deverão ter nova alta de 75 pontos-base na próxima reunião, em junho, o mercado aguarda por mais pistas sobre os rumos da política monetária.

Entretanto, o comitê enfatizou que não há compromisso com essa posição e que os passos futuros da política monetária poderão ser ajustados para assegurar o cumprimento da meta de inflação.

Mais inflação:

No mais, de inflação, a 1ª prévia do IGP-M, conhecida como inflação do aluguel, será conhecida também na terça-feira, às 8h.

Em março, o IGP-M subiu 2,94% , ante projeção de alta de 3,10%.

Também estão previstas as publicações do IPC-S e IPC.

Atividade econômica e prévia do PIB

Em termos de atividade econômica, um importante dado será conhecido na quinta-feira, às 9h, com o Índice de atividade econômica (IBC-Br).

Este indicador é considerado como uma prévia do PIB, que, com os dados de março, vai poder sinalizar como será o desempenho do primeiro trimestre da economia brasileira.

Cabe ressaltar que o mês de março registrou um novo lockdown. Porém, como mostraram os dados do varejo, o impacto pode ter sido menor do que o esperado.

Outro indicador de atividade econômica relevante vem com os dados do setor de serviços, que estão programados para quarta-feira, às 9h.

Balanços e IPOs

Vale destaque ainda a agenda intensa de balanços nesta semana, que preticamente encerra a safra de resultados do primeiro trimestre.

Entre os destaques estão: Eletrobras (ELET3 ELET6)Petrobras (PETR3 PETR4), JBS (JBSS3), Magazine Luiza (MGLU3) e Suzano (SUZB3).

Além disso, a semana contará com a definição de preços de três de ofertas públicas iniciais de ações (IPOs, na sigla em inglês): Athena Saúde, Dotz e GetNinjas.

Veja agenda com principais indicadores:

Segunda-feira (10)

  • IPC-S, FGV, às 8h00;
  • Boletim Focus, BC, às 8h25;
  • Balança Comercial Brasil, às 15h00;
  • CPI e PPI da China, às 22h30.

Terça-feira (11)

  • IPC, Fipe, às 5h00;
  • IGP-M (1ª prévia), às 8h00;
  • Ata do Copom, BC, às 8h00;
  • IPCA, IBGE, às 9h00.

Quarta-feira (12)

  • Serviços, IBGE, às 9h00;
  • CPI, EUA, às 9h30;
  • Resultado fiscal, EUA, às 15h00.

Quinta-feira (13)

  • IBC-Br, BC, às 9h00;
  • Antecedente de emprego, FGV, às 11h;
  • PPI, EUA, às 9h30;
  • Pedidos de auxílio desemprego, EUA, às 9h30.

Sexta-feira (14)

  • Vendas do Varejo, EUA, às 9h30;
  • Produção industrial, EUA, às 9h30;
  • Confiança do Consumidor, EUA, às 11h00.