IPC-S desacelera com queda no preço da carne, diz FGV

Cláudia Zucare Boscoli
Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução/Pixabay

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S), medido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) variou 0,48% (entre os dias 16 de dezembro de 2019 e 15 de janeiro de 2020), ficando 0,09 ponto percentual abaixo da taxa registrada na última divulgação.

O indicador, que calcula a variação de preços de produtos e serviços em sete capitais do país, teve como destaque o grupo alimentação, que viu recuo do índice, indo de 2,30% para 1,61%, especialmente no item carnes bovinas, cuja taxa passou de 11,07% para 5,47%.

Também registraram decréscimo em suas taxas de variação os grupos: Transportes (1,16% para 0,94%), Vestuário (0,62% para 0,34%), Despesas Diversas (0,39% para 0,13%), Comunicação (0,24% para 0,13%) e Saúde e Cuidados Pessoais (0,38% para 0,37%).

Nestas classes de despesa, vale destacar o comportamento dos itens: gasolina (3,12% para 2,56%), roupas (0,67% para 0,25%), jogo lotérico (2,85% para 0,00%), combo de telefonia, internet e tv por assinatura (0,50% para 0,15%) e artigos de higiene e cuidado pessoal (0,73% para 0,54%).

Habitação (-0,76% para -0,33%) e Educação, Leitura e Recreação (-0,30% para -0,11%) apresentaram quedas menores.

Sua carteira de investimentos está preparada para aproveitar a retomada de crescimento do Brasil? Essa pode ser a oportunidade da sua vida!

Deixe seus dados abaixo e nossa equipe entrará em contato para lhe ajudar.

Ou se preferir, ligue direto para 4007-2374.