IPC-Fipe varia 0,65% na segunda leitura do mês, apontando recuo da inflação

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Marcello Casal Jr/Ag. Brasil

O Índice de Preços ao Consumidor do Município de São Paulo (IPC-Fipe), que mede a inflação na cidade de São Paulo, variou 0,65% na segunda leitura de abril, ante 0,71% da semana anterior.

Houve aumento nas taxas de habitação, alimentação, saúde e vestuário. E recuo em transportes, despesas pessoais e educação.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

Money Week 5ª Edição

5 Dias de Evento | 70 Autoridades do Mercado Financeiro | 20 Horas de Conteúdo

IPC-Fipe

Reprodução/Fipe

Entenda o IPC-Fipe

O índice de Preços ao Consumidor do Município de São Paulo (IPC-Fipe) é o mais tradicional indicador da evolução do custo de vida das famílias paulistanas e um dos mais antigos do Brasil.

Ele estima as variações do custo de vida das famílias com renda familiar entre 1 e 10 salários mínimos. E começou a ser calculado em janeiro de 1939.