IPC-Fipe, que mede inflação em São Paulo, recua na primeira leitura de maio

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

Na primeira leitura de maio, o Índice de Preços ao Consumidor da Fipe (IPC-Fipe), que mede a inflação na cidade de São Paulo, avançou 0,35%, com recuo diante da última quadrissemana de abril (quando subiu 0,44%) e também na comparação com a primeira leitura de abril, quando havia registrado 0,71%.

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, o que amplia o desafio de busca pelas melhores aplicações para multiplicá-lo

Apenas o grupo Saúde teve avanço na comparação com a última semana de abril e a primeira de maio. Educação ficou estável.

IPC-Fipe

Reprodução/Fipe