IPC, da Fipe, desacelera na segunda quadrissemana de outubro

Matheus Gagliano
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Agência Brasil

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), desacelerou na segunda quadrissemana de outubro. No período registrou variação de 1,08%. Na primeira quadrissemana havia sido de 1,09%.

O IPC mede a inflação na cidade de São Paulo. De acordo com a pesquisa, dos sete componentes pesquisados, cinco ampliaram a deflação.

Os itens que desaceleraram são Alimentação (de 1,35% para 1,31%), Transportes (de 1,25% para 1,18%), Despesas Pessoais (de 2,19% para 1,97%), Saúde (de -0,10% para -0,51%) e Vestuário (de 0,80% para 0,63%).

IPC: habitação registra variação maior

Porém, o grupo habitação registrou aceleração. Este passou de 0,75% para 0,98%, de acordo com o levantamento. Já o grupo custos de educação manteve a variação anterior: subiram 0,03% nesta leitura, segundo informações da Agência Estado.