Iochpe-Maxion (MYPK3) registra lucro de 71,47 mi no 3TRI, queda de 68,5%

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Crédito: Iochpe-maxion

A Iochpe-Maxion (MYPK3), líder na produção de rodas e componentes estruturais automotivos, divulgou nesta terça-feira (3) os resultados referentes ao terceiro trimestre de 2020.

No período, a Companhia registrou um lucro líquido de R$ 71,47 milhões. Os números representam uma queda de 68,5% ante mesmo período de 2019, quando registrou lucro líquido de R$ 226,73 milhões.

No ano, a Companhia registra prejuízo líquido de R$ 175,05 milhões.

Perdeu a Money Week?
Todos os painéis estão disponíveis gratuitamente!

O Ebitda (lucro antes juros, impostos, amortização e depreciação) no terceiro trimestre atingiu R$ 207,67 milhões, refletindo uma queda de 37,8% frente aos R$ 333,78 milhões de 2019.

No acumulado de 2020, a queda foi de 75,8% em relação a 2019, atingindo R$ 213,12 milhões.

A Iochpe-Maxion informou que o Ebitda, além de ser negativamente impactado pela queda na produção mundial de veículos, foi impactado por gastos com reestruturações e impairments e demais itens não recorrentes.

O resultado financeiro foi negativo em R$ 42,24 milhões no terceiro trimestre e em R$ 175,94 milhões no ano de 2020. Isso representa uma redução de 75% em relação ao terceiro trimestre de 2019 e avanço de 16% em relação ao acumulado de 2019.

Receita recua

No terceiro trimestre de 2020, a receita operacional líquida da Iochpe-maxion alcançou R$ 2,51 milhões, uma redução de 1,1% em relação ao mesmo período de 2019.

No ano bateu R$ 5,91 milhões, refletindo um recuo de 23% em relação a um ano antes.

A redução da receita líquida foi impactada de forma negativa pela queda na produção de veículos no período, ainda por conta dos impactos da pandemia nos diferentes mercados onde a Companhia atua.

Caixa e Endividamento

A posição de caixa e equivalentes de caixa em 30 de setembro de 2020 foi de R$ 1,64 bilhões, sendo 46,4% em Reais e 53,6% em outras moedas.

A dívida líquida da Iochpe-Maxion encerrou o terceiro trimestre de 2020 em R$ 3,73 bilhões. Crescimento de 39,1% em relação ao montante de R$ 2,68 bilhões atingido ao final em 30 de setembro de 2019.

A alavancagem financeira, medida pela relação dívida líquida / Ebitda ajustado, ficou em 7 vezes no final do trimestre, enquanto um ano antes representava 2,4x.