Investimento em galpões logísticos cresce, puxado pelo e-commerce

Ana Paula Schuster
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

A pandemia ainda não teve um fim seguro decretado e afetou todos os setores. Porém, o comércio eletrônico foi beneficiado, fazendo com que as empresas voltassem os olhares para esse tipo de venda. Obviamente, houve crescimento na procura por locais de armazenamento. Assim, desenvolvedoras de galpões logísticos vêm sendo incentivados a investir em novos projetos.

Mais de R$ 2 bi serão investidos em galpões logísticos em 2021

Mesmo depois que tudo retorne ao normal, o varejo vê o comércio eletrônico como ferramenta importante e uma tendência que tende a ser mantida. Sendo assim, a necessidade por novos locais continua crescendo.

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, saiba quais são as melhores atitudes e aplicações para multiplicá-lo

É claro que a procura não será como foi em 2020, mas a necessidade e a diminuição nas opções faz com que os investimentos para 2021 sejam projetados em mais R$ 2 bilhões. A expectativa é de novos 1,9 milhão de metros quadrados para este objetivo.

Golgi, GBLP, GLP e Log são as principais empresas de galpões logísticos mirando em crescimento

De acordo com a publicação do Valor, os desenvolvedores de galpões de alto padrão Golgi, GBLP, GLP e Log visam o crescimento e necessidade de investir. E estão aumentando esses investimentos justamente mirando no comércio eletrônico.  

A vacância, ou seja, a espera por vagas, deve cair de 14,3% para 12,4% e o total de estoque depois dos novos projetos, devem subir para 22,9 mi de metros quadrados.

Grandes investimentos das desenvolvedoras

Depois de um ano com baixo investimento por parte das desenvolvedoras, o ano de 2021 começa com boas perspectivas, veja os valores que serão investidos:

  • Golgi Condomínios Logísticos: R$ 800 mi
  • Goodman Brazil Logistic Partnership (GBLP) : R$ 540 mi
  • Log Commercial Properties: R$ 500 mi

Assim, essas três empresas já chegam na marca de R$ 1,85 bi. Então, a estimativa conservadora é que o número investido, somando com outras desenvolvedoras, chegue na casa dos R$ 2 bi.

FIIs de galpões logísticos

Para quem tem interesse no setor, é possível investir em fundos de investimento imobiliário (FII) de galpões logísticos. Esses imóveis são locados para serem utilizados ou para armazenar produtos ou como centro de distribuição.

Os FIIs de galpões são de dois tipos:

  • FII de galpões logísticos monoativos: têm apenas um galpão sob gestão do fundo. Exemplos: GRLV11 e VTLT11.
  • FII de galpões logísticos multiativos: têm mais de um galpão em carteira. Exemplos: XPLG11 e HGLG11.

Para saber tudo sobre FII de galpões acesse a matéria aqui.

Planilha de Ativos

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.