Investimento de impacto estão finalmente se tornando lucrativos

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Os investimentos de impacto, que visam promover o bem social ou prevenir um mal social, superaram significativamente os investimentos tradicionais durante a pandemia do coronavírus.

Essa nova modalidade de investimentos normalmente se concentra em três categorias: ambiental, social e governança.

Conhecidos como ESG Returns podem ser rastreados por meio de vários fundos negociados em bolsa. Por exemplo, o S&P 500 technology ETF, por exemplo, subiu 25% este ano, enquanto o S&P 500 energy ETF, que inclui estoques de petróleo e gás, caiu 34%.

Ferramenta ajuda na escolha de suas ações de acordo com balanços

No geral, 64% dos fundos ESG ativamente administrados superaram seus benchmarks. Enquanto isso, 49% dos fundos tradicionais na primeira semana de agosto, conseguiram o mesmo feito. Foi o que apresentou uma pesquisa da RBC Capital Markets.

A crise do coronavírus pode ser vista como um ponto de inflexão para impulsionar a valorização nos investimentos de impacto.

“Cada vez que algo dá errado no mundo, é um impulso para o investimento de impacto”, disse Nancy E. Pfund, sócia-gerente e cofundadora da DBL Partners. “Há uma frustração generalizada de que tudo o que as pessoas têm feito nos últimos X anos, não está funcionando.”

Isso causou uma mudança na estratégia, ela disse: “Você está vendo as pessoas migrarem para os investimentos de impacto e agora existem os retornos”.

“Os portfólios de impacto estão superando significativamente os tradicionais”, disse Brad Harrison, codiretor de investimento de impacto da Tiedemann Advisors.

Obstáculos aos investimentos de impacto

Mesmo em face dos dados, o setor enfrenta ventos contrários. No ano passado, Daniel e Sheryl Tishman, cuja riqueza vem das empresas imobiliárias da família, procuraram colocar os US$ 100 milhões que semearam sua Fundação NorthLight em investimentos de impacto, mas encontraram resistência dos gerentes.

Um gerente que eles entrevistaram disse que o que eles estavam tentando fazer não era possível, disse Kate Sinding Daly, diretora executiva da fundação, que tem foco no meio ambiente. “Essa é uma visão da velha escola”, disse ela.

Descobrir como executar sua tese de investimento foi um desafio. Por exemplo, a fundação tinha todo o seu dinheiro em investimentos de impacto, mas ainda estava trocando entre diferentes ativos nesse setor, disse Daly.

“A questão ambiental foi fácil”, disse ela. “São as questões em torno dos direitos humanos, questões de gênero, armas, investimentos militares e tudo mais.”

Excluir as empresas de petróleo continua sendo uma escolha simples. Investir em formas que promovam uma ideia ou tese – como patrimônio líquido – é mais complexo. E nem sempre é fácil para os consultores fazer isso bem.

Para Joshua Humphreys, presidente e pesquisador sênior do Croatan Institute, uma empresa focado em investir no bem social, outras questões precisam ser levantadas.

“Estou esperançoso de que a maré está mudando, mas também estou preocupado com a possibilidade de que haja uma grande lavagem verde acontecendo”.

Por esse motivo, é importante que os investidores observem a autenticidade dos gestores de ativos e quão rigorosos são seus métodos de triagem.

Migração para novos investimentos

Nem todo mundo está otimista neste momento. Há algum ceticismo de que os investimentos de impacto parecem bons porque investimentos como energia e empresas financeiras em carteiras tradicionais não tiveram um bom desempenho nos últimos nove meses.

“O desempenho superior pode ser explicado pelo choque na indústria do petróleo”, disse Mark Cirilli, cofundador e sócio-gerente da MissionPoint Partners, uma empresa de private equity. “Tem muito mais a ver com o choque da demanda, ao contrário de boas empresas com pontuações ESG altas que funcionam melhor em uma pandemia.”

Cirilli disse acreditar que mais investidores individuais, mesmo os céticos, estão transferindo dinheiro para investimentos de impacto, mas que o motivador são fundamentos econômicos sólidos. As empresas estão sendo forçadas a responder às demandas dos investidores por maior responsabilidade corporativa.

“A Covid aumentou a conscientização sobre a fragilidade de nosso sistema econômico e, para mim, essa é uma tendência de investimento”, disse Cirilli.

Criar um portfólio de impacto hoje é mais fácil do que antes, mas requer atenção considerável.

Eric Lemelson, proprietário de um vinhedo em Oregon e detentor de um portfólio baseado em investimentos de impacto, tem se concentrado em investimentos em energia limpa há quase 20 anos.

“Tomei a decisão de descarbonizar todo o portfólio”, disse Lemelson. Mas a mudança demorou.

“Com os mercados dos EUA, foi relativamente fácil iniciar a mudança”, disse ele. “Com o mundo em desenvolvimento, era mais difícil porque havia menos transparência.”

Seu sucesso com sua riqueza pessoal permitiu-lhe dirigir as fundações das quais faz parte para mudar suas carteiras de investimento. Uma delas, a Fundação Lemelson, foi iniciada por seu pai, Jerome, um inventor que tinha mais de 500 patentes. Agora, 75% de sua dotação está em investimentos de impacto.

Com as informações, The New York Times.