Investidor de Perfil Dinâmico

Você que é investidor do Perfil Dinâmico, procura investimentos bastante sofisticados e mais rentáveis que os tradicionais investimentos em Poupança, [tooltip tip=”Certificado de Depósito Bancário – funciona como um empréstimo para o banco. Clique no link e leia mais sobre o CDB.”]CDB[/tooltip], ou Fundos de Renda Fixa, aceitando para isso uma boa dose de oscilação no curto prazo de sua carteira em troca de grandes rendimentos futuros.

Juliano Custodio
Eu Quero InvestirColaborador do

[banner id=”teste-perfil”]

Para alcançar rentabilidades superiores em seus investimentos, o investidor vai ter que alocar uma dose maior de sua carteira em ativos:

1- Com prazo de resgate mais longo.
2 – Com uma maior parcela em investimentos que contenham Renda Variável.
Esta parcela é que vai gerar uma maior dose de volatilidade no curto prazo mas que vai garantir o desempenho bastante superior ao CDI no Longo Prazo.

Carteira para o investidor do Perfil Dinâmico</h2

O nome já diz muito sobre este perfil, a ideia aqui é pender seus investimentos em direção aos de renda variável em detrimento aos de Renda Fixa. Em nossa divisão de perfis, o Perfil Dinâmico pode ser de dois tipos chamados de I e II, onde a diferença entre eles será dada por uma exposição maior em fundos que contenham ativos considerados de “renda variável”, como por exemplo as ações. A divisão básica recomendada é a que segue abaixo:

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

12,5% em Fundos Referenciados DI

Fundo seguro
Fundo 100% do CDI
Fundo sem oscilação
Fundo de alta liquidez e resgate rápido

Esta parcela do capital é a parcela de [tooltip tip=”Quando um investimento é liquido, quer dizer que ele pode ser transformado em dinheiro rapidamente, exemplo: Um automóvel Gol é mais líquido que um Gurgel”]liquidez[/tooltip] da carteira, e para isso é colocada em Fundos Referenciados DI que tem o objetivo de render 100% do [tooltip tip=”O CDI é o custo do dinheiro para os Bancos no Brasil, e por isso usado como referência ou medida para investimentos de Renda Fixa”]CDI[/tooltip], ou seja, igual ao CDI. Esses fundos também são chamados de fundos caixa, por seu perfil de facilidade de saque, e nenhuma [tooltip tip=”Volatilidade pode ser entendida como variação ou flutuação”]volatilidade[/tooltip].

22,5% em Fundos Multimercado Sem Renda Variável

Fundo seguro
Fundo 115% do CDI
Baixa oscilação
Fundo de alta liquidez e resgate rápido

Esta parcela do capital é a primeira exposição a fundos de investimentos que vão gerar a rentabilidade “extra”, ou seja, é o que vai nos fazer superar o CDI. Nesta parcela do capital sugerimos que se utilizem os Fundos Multimercado do tipo Juros e Moedas, estes fundos conseguem rentabilidades bem superiores ao CDI com muito pouca volatilidade, no link você tem alguns exemplos deste tipo de fundo.

Caso a instituição que você investe não tenha este tipo de fundo, procure por fundos do tipo Renda Fixa, que são fundos que podem investir em todo o tipo de ativos de Renda Fixa, porém, procure sempre por fundos que não tenham uma exposição excessiva a [tooltip tip=”Títulos que são como empréstimos para Bancos ( cdb’s) ou Grandes Empresas ( Debêntures)”]Crédito[/tooltip] pois já teremos uma parcela dos investimentos em Fundos de Crédito e queremos que essa quantidade seja controlada.

15% em Fundos de Crédito

Fundo seguro
Fundo 115% do CDI
Fundo sem oscilação
Fundo de alta liquidez e resgate rápido

Os Fundos de Crédito, também vão gerar um crescimento significativo acima do CDI, isso porque investem principalmente em [tooltip tip=”Debênturas – Empréstimos para empresas”]títulos de crédito privado[/tooltip] que geram ganhos consistentes acima do CDI, apesar de terem um ótimo rendimento, só investimos uma pequena parcela neste tipo de fundo pois os mesmos podem sofrer flutuações em tempos de dificuldades econômicas.

Até 5% em Fundos de Inflação

Fundo seguro
Fundo 120% do CDI
Fundo de média oscilação
Fundo de média liquidez e resgate 30 dias

Utilizamos a palavra “até” na indicação deste tipo de fundo, pois você só deve investir neste tipo de fundo de investimentos em momentos de estagnação ou queda nas taxas de JUROS, você vai entender o porque se ler mais sobre Fundos de Inflação.

Mas de maneira geral eles costumam ir mal em momentos de altas nas taxas de juros, mas consideravelmente bem nos tempos de quedas ou estagnação das taxas. Quando não investir nestes fundos, invista seu capital no mesmo fundo que investir na parcela destinada os “Multimercado sem Renda Variável”.

35% em Fundos Multimercado Com Renda Variável

Fundo seguro
Fundo 130% do CDI
Fundo de média oscilação
Fundo de alta liquidez e resgate rápido

[one_half]

Formulário de Contato

Durante o artigo, você também pode me enviar perguntas, através de um formulário como este:

[progressive-profiling landing-page=”progressive-profiling-eqi-2″]

[/one_half]

Com este tipo de fundo, começamos a ter a parte mais [tooltip tip=”Parte dos investimentos que mais vão oscilar, onde a rentabilidade pode variar muito de um dia para o outro”]volátil[/tooltip] da carteira. Em tempos de alta nos mercados de ações, esta parcela do capital é a que vai gerar a maior parte da rentabilidade “extra”, mas também, em fases de quedas na bolsa, esta parcela vai ser responsável por atrasar o desempenho da mesma. Porém a longo prazo esta será a parcela mais importante de seu investimento.

Nesta parte do capital sugerimos que se utilizem os Fundos Multimercado de vários tipos, no link você tem alguns exemplos deste tipo de fundo. Esta é a sendo esta a classe mais variada de fundos de investimentos, pois cada gestor é livre pra montar sua própria estratégia. Nossa sugestão é que se invista em um Fundo Multimercado com baixa exposição a Renda Variável (Ações), pois quanto maior a exposição a Renda Variável maior a volatilidade da carteira.

5% em Fundos de Ações do Tipo Dividendos

Fundo seguro
Fundo 130% do CDI
Fundo de alta oscilação
Fundo de alta liquidez e resgate rápido

Aqui teremos a parcela de mais longo prazo de nossa carteira, pois apesar de o prazo de resgate destes fundos ser curto, investimentos em ações são mais indicados para o Longo Prazo. Tomaremos ainda uma posição mais conservadora, indicando que esta parcela seja investida em Fundos de Ações do tipo Dividendos. Este tipo de fundo investe em ações boas pagadoras de dividendos, ou seja, empresas bastante lucrativas que dividem uma grande parte dos lucros com os acionistas, e por este motivo essas ações normalmente são as menos voláteis da bolsa.

5% em Fundos de Ações

Fundo seguro
Fundo 115% do CDI
Fundo de alta oscilação
Fundo de alta liquidez e resgate rápido

Esses Fundos serão os sujeitos as mudanças na economia e nos mercados, e vão gerar volatilidade em sua carteira a curto prazo. Mas como todos sabem investimentos em Fundos de Ações tem por objetivo gerar ganhos a longo prazo com o crescimento das empresas. Vale lembrar também que muitos bons fundos de ações conseguem ser lucrativos inclusive em épocas de queda no mercado de ações e é bem por isso que, apesar desta ser a menor parcela de seu capital, deve ser onde devemos prestar mais atenção na hora da escolha do(s) fundo(s).

Segue um gráfico do desempenho de uma dessas carteiras.

Carteira de investimentos Balanceada - Gráfico