Invepar (IVPR3; IVPR4) amplia prejuízo no 3TRI21 em 80%

Felipe Alves
Jornalista com experiência em reportagem e edição em política, economia, geral e cultura, com passagens pelos principais veículos impressos e online de Santa Catarina: Diário Catarinense, jornal Notícias do Dia (Grupo ND) e Grupo RBS (NSC).
1

Crédito: Reprodução / Invepar / GRU Airport

A Invepar (IVPR3; IVPR4) ampliou seu prejuízo líquido no terceiro trimestre de 2021 (3TRI21) em 30%.

O prejuízo passou de R$ 408,9 milhões para R$ 531,4 milhões no 3TRI21.

O resultado foi devido à piora no resultado financeiro, além dos resultados do Ativo Mantido para Venda e da Operação Descontinuada, compensados em parte pelo resultado positivo na receita operacional e redução de custos e despesas.

Veja aqui o balanço do 3TRI21.

Invepar (IVPR3; IVPR4): principais números do balanço do 3TRI21

Prejuízo líquido

  • Prejuízo 3TRI21: R$ 531,4 milhões
  • Prejuízo 3TRI20: R$ 408,9 milhões

Ebitda ajustado

  • Ebitda 3TRI21: R$ 257,7 milhões
  • Ebitda 3TRI20: R$ 42,7 milhões

Receita líquida ajustada

  • Receita 3TRI21: R$ 404,5 milhões
  • Receita 3TRI20: R$ 260,8 milhões

Ebitda, margem e receita crescem no 3TRI21

O Ebitda ajustado da Invepar (IVPR3; IVPR4) cresceu 703% no comparativo anual. Assim, passou de R$ 42,7 milhões para R$ 257,7 milhões no 3TRI21.

A margem Ebitda ajustada aumentou de -16% para +64%.

O resultado positivo foi impactado principalmente pelo aumento das receitas operacionais e pela redução dos custos e despesas no período que superou as variações negativas do resultado do ativo mantido para venda e operação descontinuada e equivalência patrimonial.

A receita líquida ajustada da Invepar (IVPR3; IVPR4) cresceu 55%. Ou seja, ampliou de R$ 260,8 milhões para R$ 404,5 milhões no 3TRI21.