Índice Empire State despenca 34 pontos

Cláudia Zucare Boscoli
Jornalista formada pela Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, especialização em Marketing Digital pela FGV e extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), com passagens por IstoÉ Online, Diário de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Editora Abril.
1

Crédito: Reprodução/Pixabay

O Índice Empire State, divulgado pelo Federal Reserve de Nova York, nesta segunda-feira (16), chegou ao seu pior nível desde 2009. A queda foi de 34 pontos, com o indicador indo de 12,9, registrado em fevereiro, para -21,5 em março.

Com este resultado, tem-se o maior declínio mensal já registrado desde a criação do índice. A leitura veio muito pior do que aguardavam os analistas. A previsão era de que a queda fosse de 12,9 para 4 pontos. E confirma a gravidade da pandemia de coronavírus para a economia norte-americana.

O índice de novos pedidos caiu para -9,3 e o índice de embarques, para -1,7. “O otimismo sobre as perspectivas de seis meses caiu acentuadamente, com empresas com o otimismo mais baixo desde 2009”, afirma o relatório.

Conheça planilha que irá ajudar nas escolhas, gestão e diversificação de suas ações

O Índice Empire State mede a saúde econômica da indústria através de um levantamento de cerca de 200 fabricantes no estado de Nova York.