EconomiaNotíciasPolítica

Indefinição no cenário eleitoral reforça a paralisia da economia brasileira

A economia, que já anda a passos lentos, tende a se manter em ponto morto, pelo menos, até outubro.

Avalie este artigo!

Advogados especializados em negócios, economistas e investidores definem a atual situação econômica brasileira como “um voo às cegas”. Isso porque o cenário eleitoral está tão incerto que fica difícil prever se a partir de 2019 o país será governado por uma equipe de esquerda ou direita, ou, se terá um presidente com perfil reformista, ou disposto a aumentar ainda mais o tamanho do Estado.

economia is 1 1024x678 - Indefinição no cenário eleitoral reforça a paralisia da economia brasileira

Justamente por isso, a economia, que já anda a passos lentos, tende a se manter em “ponto morto”, pelo menos, até outubro. O que não é uma notícia boa, já que paralisa ainda mais os setores e coloca os investimentos em “modo de espera”. O resultado disso é a redução das expectativas diante do Produto Interno Bruto (PIB) deste ano.

Os “passos lentos” da economia do nosso país são evidentes nos relatórios enviados semanalmente pelo Banco Central (Relatório Focus), que apresentam a média das previsões para o Brasil.

Por exemplo, a previsão para o crescimento do PIB, que em fevereiro chegou na casa de 3%, caiu pela metade, hoje está em 1,5%. É evidente que os dados refletem os problemas atuais, mas a eleição pode gravar ainda mais, conforme explica Alvaro Bandeira, economista-chefe da Modalmais.


Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil


“Podemos cair mais. Ter um crescimento de PIB entre 1% e 1,2% neste ano. E é um resultado ruim, porque fica abaixa do necessário para evitar a queda da renda per capita, em torno de 2,5%”, diz Bandeira.

O economista do Itaú Unibanco, Mário Mesquita, considera a eleição um momento de estresse para a economia brasileira. No começo de 2018, o banco chegou a projetar um avanço de 3% para o PIB nacional, porém, diante da indefinição política, a previsão baixou para 1,3%.

Para Carlos Mello, advogado especialista em fusões e aquisições, é compreensível esse “pé atrás” do investidor. Segundo ele, essa é a maior indefinição política dos últimos 16 anos, desde a campanha que levou Lula à primeira vitória.

“Eu cito como exemplo um cliente meu. Três fundos estrangeiros procuraram ele, que é da área de galpões logísticos. Mas o meu cliente acha que agora não é a hora de comprar terreno e fazer galpão, não é hora de colocar o capital em risco”, diz Mello.

O mercado de fusões e aquisições esperava um avanço de 15% em 2018, depois de dois anos bem ruins. Porém, as expectativas já foram frustradas, conforme o especialista Rogério Gollo. Ele conta que de janeiro até o mês de maio, houve crescimento de apenas 3,3% em relação ao mesmo período do ano passado.

Pensando em investir?

Comece pelo teste de perfil e descubra se você é um investidor conservador, moderado ou arrojado.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil

Tags

Patrícia Auth

Patrícia Auth é jornalista formada pela Univali de Itajaí/SC. Trabalhou em impressos, como o Jornal de Santa Catarina, e também, como repórter na Rede Record e RBS TV. É casada, mãe da Lívia e adoradora de boa música e gastronomia.

Na equipe EuQueroInvestir, é responsável pela produção de vídeos, e também escreve e edita artigos para o site.

Entre em contato com a Patrícia pelo e-mail: patricia.auth@euqueroinvestir.com

Artigos Relacionados

Close