EconomiaNotícias

Impostos sobre ar-condicionado e ventiladores podem chegar a quase 50%; confira outros itens

Entre os produtos mais tributados do verão, a vodca é a campeã com quase 81,52% de seu valor em impostos; é o que mostra a ACSP.

Impostos sobre ar-condicionado e ventiladores podem chegar a quase 50%; confira outros itens
1 de 1 voto[s]
businesswoman working with calculator in office PK5RG5V 1024x665 - Impostos sobre ar-condicionado e ventiladores podem chegar a quase 50%; confira outros itens
Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By dolgachov

Com a chegada do verão também aumenta a procura por produtos como aparelhos de ar-condicionado, ventiladores e bebidas (alcoólicas ou não). Mas, o que muitos não sabem é que esses produtos são justamente os que possuem a maior carga de tributos segundo um levantamento feito pela ACSP (Associação Comercial de São Paulo) e encomendada pelo IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação).

Quanto o brasileiro paga de impostos?

Os números da tributação no Brasil são, no mínimo, impressionantes. Quem compra uma garrafa de vodca de R$ 10, por exemplo, acaba pagando somente em impostos o montante de R$ 8,12, isso conforme o levantamento da ACSP. Já se uma cerveja é vendida pelo mesmo preço (R$ 10), a carga tributária será R$ 4,26.

No caso das bebidas não alcoólicas, a carga de tributos ultrapassa os 30% em muitos casos. O refrigerante vendido em garrafa, por exemplo, possui 46,47% de impostos embutidos, o refrigerante em lata possui 44,55% e a água mineral possui 31,5%.


Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil


Confira, abaixo, uma lista com os principais produtos consumidos no verão e seus respectivos tributos, segundo a ACSP:

  • Água mineral: 31,5%;
  • Ar-condicionado: 49,82%;
  • Biquíni: 42,19%;
  • Bronzeador: 41,64%;
  • Cadeira de praia: 40,62%
  • Caipirinha: 76,66%;
  • Cerveja: 42,69%;
  • Chinelo: 31,09%;
  • Chope: 62,2%;
  • Passagem aérea: 22,32%;
  • Refrigerante em garrafa: 46,47%;
  • Uísque: 67,03%;
  • Ventilador: 49,60%;
  • Vodca: 81,52%.

Aparelhos eletrônicos

No caso dos aparelhos de ar-condicionado, por exemplo, se o preço do produto na loja for de R$ 1.200, quase R$ 600 será de impostos, visto que a carga tributária sobre esse produto é de 49,82%. Um ventilador que custe R$ 100, por sua vez, terá R$ 49,60 somente em tributos.

technician checking ac installation in clients P8DW7ZH 1024x683 - Impostos sobre ar-condicionado e ventiladores podem chegar a quase 50%; confira outros itens
Crédito da imagem: Banco de Imagens EnvatoElements/By Phovoir

Isso acontece, pois, sobre esses produtos há uma incidência de IPI e de ICMS bastante altos. No caso dos produtos importados, também há a incidência da taxa de importação, que pode ser maior ou menor de acordo com a cotação do dólar, conforme destaca a ACSP.

O levantamento também mostrou que as diárias de hotéis sofrem uma tributação de 29,56%; já no caso dos trajes de banho como biquínis e sungas, o tributo incidente é de 42,19%.

Fonte da notícia: Portal G1

Tags

Késia Rodrigues - Colaboradora Independente

Colaboradora Independente do Portal EuQueroInvestir e leitora assídua de conteúdos sobre economia e política. Apaixonada por literatura, viagens, tecnologia e finanças.

Artigos Relacionados

Close