Imóveis: quarentena vai adiar 86% de compras e aluguel no Brasil

Jéssica De Paula Alves
Jornalista e produtora de conteúdo
1

Crédito: Reprodução / Pexels

Devido à quarentena, 86% dos brasileiros vão adiar a compra ou o aluguel de imóveis, informou uma pesquisa do grupo ZAP. Por isso, o mercado imobiliário, agora, também se prepara para enfrentar os tempos de crise, informou a CNN..

Dos entrevistados, 64% deve esperar mais de sete meses para adquirir uma casa ou apartamento. E os motivos para que esse adiamento variam. Segundo a pesquisa, o primeiro deles é que para 20%, não é possível realizar visitas em estandes ou na própria planta.

Já para 19% dos entrevistados, os planos foram adiados pela insegurança financeira em tempos de pandemia. Em terceiro lugar, com 10%, aparece o receio da contaminação do coronavírus e o que pode acontecer depois disso. Já a quarta posição, com 9%, está a incerteza com os rumos da economia.

Isso faz com que pessoas até mesmo boas condições financeiras prefiram segurar o ímpeto de consumir. O corretor Hilton Vidaleti Borges, da imobiliária Gregório Imóveis, entendeu bem essa situação.

“Em fevereiro, fui procurado por uma cliente interessada em comprar uma cobertura em São Paulo. Que logo sinalizou com uma proposta. Faltando dois dias para a conclusão, ela pediu para suspender a negociação por causa da incerteza com a economia”, disse.

Todavia, 54% dos profissionais do setor viram o aumento de canceamentos desde o início da quarentena. O mesmo aconteceu com o andamento das obras de imóveis: 76% dos entrevistados enxergam que as construções terão atrasos, contabilizando 53% falam em adiamentos significativos.

Uma das formas mais eficientes de identificarmos o nosso perfil de investidor, é realizando um teste de perfil.

Você já fez seu teste de perfil? Descubra qual seu perfil de investidor! Teste de Perfil