FII: IFIX avança 0,20% puxado por SARE11 e MALL11

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Crédito: Pixabay

Na sessão desta quinta-feira, 8, o IFIX registrou pouca oscilação até meados da tarde, quando então ganhou impulso fechando o dia em alta de 0,20%, aos 2.804,78 pontos.

Na mínima do dia, o índice de FIIs bateu os 2.799,27 pontos, já a máxima foi de 2.805,31 pontos.

Para outubro, o IFIX acumula alta de 0,35%. No ano, a desvalorização é de 12,17%.

BDRs| Confira os papéis disponíveis para Investimentos

A movimentação financeira para esta quinta-feira foi de R$ 172,80 milhões.

Destaques do dia

Entre as maiores altas da carteira do IFIX estavam: Santander Renda de Aluguéis (SARE11), Malls Brasil Plural (MALL11), Quasar Agro (QAGR11), GGR COVEPI (GGRC11), RBR Alpha Multiestratégia Real Estate (RBRF11).

Por outro lado, as maiores quedas foram em: Plural Recebíveis Imobiliários (PLCR11), Santander Papéis Imobiliários (SADI11), Votorantim Logística (VTLT11), Hectare CE (HCTR11), BTG Pactual Crédito Imobiliário (BTCR11).

Veja o gráfico do dia

Fonte:B3

FII: Maiores Altas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
SARE11R$ 99,893,41%
MALL11R$ 94,782,37%
QAGR11R$ 86,002,23%
GGRC11R$ 149,481,96%
RBRF11R$ 97,681,44%

FII: Maiores Baixas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
PLCR11R$ 81,66-2,09%
SADI11R$ 84,10-1,40%
VTLT11R$ 118,33-1,37%
HCTR11R$ 130,70-1,06%
BTCR11R$ 82,90-1,01%

IFIX versus ações

Criado pela Bolsa brasileira, o IFIX tem por objetivo medir a performance de uma carteira.

Trata-se de uma composição de cotas de Fundos Imobiliários que são listados para negociação nos ambientes administrados pela bolsa. Entretanto, esse indicador costuma variar bem menos que o próprio Ibovespa.

Em comparação à bolsa, nesta quinta o conjunto de FIIs registrou valorização, em linha com o principal índice da bolsa, que disparou 2,51%.

Veja a movimentação de FII

RBRL11

O FII RBR Log (RBRL11) comunicou a celebração pela FW5 Participações, empresa do grupo Fulwood, do contrato de locação com a Mercado Envios Serviços de Logística, empresa do grupo Mercado Livre, cujo objeto é a locação da totalidade do empreendimento logístico.

O referido contrato terá prazo de vigência de 5 anos, a partir da conclusão da construção do empreendimento e entrega do ativo ao locatário.

Durante o período de construção e até o início da vigência, o Fundo continuará auferindo normalmente a renda mínima garantida prevista no contrato de compra e venda de fração ideal do terreno.

A receita a ser auferida pelo Fundo, após a transferência efetiva da propriedade da fração ideal, corresponderá a aproximadamente R$ 0,26 por cota.

O Mercado Livre é uma das empresas líderes do setor de comércio eletrônico mundial e recentemente se tornou a empresa mais valiosa da América Latina, com valor de mercado de aproximadamente US$ 60 bilhões.

Já a Fulwood é a realizadora do empreendimento, localizado em Extrema (MG), e permaneceu como proprietária de 50% do ativo.

O RBR Log informou que a locatária FCA Fiat Chrysler Automóveis do Brasil não possui intenção de renovar o contrato de locação atualmente vigente.

Desse modo, a locatária devolverá o ativo ao final do contrato de locação, em 30 de maio de 2021.

Considerando o prazo de vigência remanescente, tal comunicação não gera impacto imediato nas receitas atualmente auferida pelo Fundo.

Em razão da antecedência do recebimento da informação, o Fundo poderá, durante os próximos 8 meses, trabalhar ativamente na comercialização da locação do Galpão Hortolândia.

JRDM11

O BTG Pactual, administrador do FII Shopping Jardim Sul (JRDM11), comunicou que optou por manter a decisão de não distribuir os rendimentos mensais referentes ao mês de Agosto.

A medida está relacionada à propagação do Covid-19 e de seus efeitos sobre o fechamento temporário de todos shoppings do estado de São Paulo.

E, segundo o administrador, será mantida até que se tenha maior visibilidade quanto aos impactos no fluxo de caixa do Shopping Jardim Sul.

GALG11

O FII Guardian Logística (GALG11) informou a aquisição de 25,30% de imóvel localizado em Cachoeirinha (RS).

Além disso, adquiriu a totalidade de imóvel em Canoas (RS) e São José dos Campos (SP).

Todas as aquisições foram realizadas por meio de integralização de cotas de emissão do Fundo.

Adicionalmente, os imóveis de Cachoeirinha, Canoas e São José dos Campos encontram-se alienados fiduciariamente em garantia de determinada emissão de certificados de recebíveis imobiliários, que, por sua vez,têm como lastro os recebíveis decorrentes da locação dos referidos imóveis.

O administrador do FII informou que ainda não é possível estimar o impacto nos rendimentos decorrentes das cotas

VCJR11

A Intrag, na qualidade de administrador do FII Vectis Juros Real (VCJR11), comunicou ao mercado a abertura da 2ª emissão de cotas.

Desse modo, com a nova emissão serão lançadas até 5 milhões de cotas, todas com valor unitário de R$ 99,84.

As Cotas da 2ª emissão serão ofertadas publicamente após obtenção do respectivo registro perante a Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A administradora informou que não será assegurado aos cotistas qualquer direito de preferência na aquisição das cotas da 2ª emissão.