FII: IFIX sobe 0,15%; Índice é puxado por XPLG11 e SADI11

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Crédito: Pixabay

Nesta quarta-feira (7), o IFIX continuou em tendência de alta e fechou a sessão avançando 0,15%, aos 2.799,27 pontos.

Em um dia com poucas oscilações, a mínima para o índice de FIIs hoje foi de 2.795,05 pontos, enquanto a máxima bateu nos 2.801,88 pontos.

Para outubro, o IFIX acumula alta de 0,16%. No ano, a desvalorização é de 12,37%.

Confira principais Ações para investir em Outubro

A movimentação financeira para esta quarta-feira foi de R$ 167,56 milhões.

Destaques do dia

Entre as maiores altas da carteira estavam: XP LOG (XPLG11), Santander Papéis Imobiliários (SADI11), Malls Brasil Plural (MALL11), Bradesco Carteira Imobiliária Ativa (BCIA11), Quasar Agro (QAGR11).

Na contramão, as maiores quedas foram em: JS Real Estate Multigestão (JSRE11), BTG Pactual Crédito Imobiliário (BTCR11), Santander Renda de Aluguéis (SARE11), Plural Recebíveis Imobiliários (PLCR11), Hedge TOP FOFII 3 (HFOF11).

Veja o gráfico do dia

Fonte:B3

FII: Maiores Altas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
XPLG11R$ 131,741,38%
SADI11R$ 85,291,16%
MALL11R$ 92,661,14%
BCIA11R$ 123,281,13%
QAGR11R$ 84,491,13%

FII: Maiores Baixas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
JSRE11R$ 97,37-1,55%
BTCR11R$ 84,10-1,51%
SARE11R$ 96,60-1,43%
PLCR11R$ 82,12-0,96%
HFOF11R$ 104,10-0,81%

IFIX versus ações

Criado pela Bolsa brasileira, o IFIX tem por objetivo medir a performance de uma carteira.

Trata-se de uma composição de cotas de Fundos Imobiliários que são listados para negociação nos ambientes administrados pela bolsa. Entretanto, esse indicador costuma variar bem menos que o próprio Ibovespa.

Em comparação à bolsa, nesta quarta o conjunto de FIIs registrou valorização, em contraponto ao principal índice da bolsa, que caiu 0,09%.

Veja a movimentação de FII

HGRU11

O Credit Suisse, na qualidade de administrador do FII CSHG Renda Urbana (HGRU11), informou que o Fundo celebrou contrato onde se compromete a adquirir todas as ações de uma sociedade de propósito específico (SPE).

Segundo o comunicado, o valor total a ser desembolsado para a aquisição da SPE é de R$ 450 milhões.

O administrador informou ainda que os 66 imóveis objeto do negócio serão locados em regime atípico, para a locatária Arthur Lundgren Tecidos S.A. – Casas Pernambucanas.

A remuneração das locações será feita por meio de um aluguel mínimo e um aluguel variável baseado no faturamento da locatária.

Contra a assinatura do contrato, o Fundo efetivou em favor do vendedor, o pagamento do sinal de R$ 120 milhões.

Em razão do pagamento do sinal, até a conclusão da aquisição da SPE, o Fundo receberá mensalmente R$ 850 mil. Isso equivale a, aproximadamente, R$ 0,07 por cota ao mês.

HFOF11

A Edge Investiments, administradora do FII Hedge Top FOFII 3 (HFOF11), comunicou ao mercado a abertura da 9ª emissão de cotas.

Desse modo, com a nova emissão serão lançadas até 2.906.463. No entanto, tal montante ser aumentado em até 1,2 milhão, conforme decisão exclusiva da Administradora.

O preço de aquisição por cota da 9ª emissão foi definido em R$ 100,59, acrescido de R$ 2,26 referente ao custo unitário de distribuição, totalizando o valor final de R$ 102,85.

Assim sendo, o FII pretende levantar o montante mínimo de R$ 1,02 milhão, considerando o custo unitário de distribuição.

Os cotistas que tiverem interesse em exercer o direito de preferência deverão se manifestar no período entre 14 de outubro de 2020 a 26 de outubro de 2020, inclusive, na B3.

De acordo com a administradora, a oferta restrita será destinada exclusivamente a investidores profissionais.

O HFOF11  é um fundo imobiliário do segmento fundo de fundos. Desse modo, o fundo tem como objetivo principal a aquisição de cotas de outros FIIs.