FII: IFIX cai 0,22% pressionado por IRDM11 e KNIP11

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Crédito: Pxhere

O IFIX abriu a sessão desta quinta-feira (7) em leve alta de 0,06%, no entanto, ao longo do dia predominou a pressão nas vendas, levando o índice a fechar em queda de 0,22%, aos 2863,51 pontos.

Na mínima do dia o índice de FIIs bateu os 2861,9 pontos, enquanto a máxima foi de 2872,7 pontos.

Em janeiro o índice acumula queda de 0,23%. A movimentação financeira para hoje foi de R$ 237,98 milhões.

Conheça planilha que irá te ajudar em análises para escolha do melhor Fundo Imobiliário em 2021

Destaques do dia

As maiores altas da carteira foram em: Tordesilhas EI (TORD11), VBI Reits FOF (RVBI11), Quasar Agro (QAGR11), Santander Papéis Imobiliários (SADI11), BTG Pactual Corporate Office Fund (BRCR11).

Por outro lado, as maiores quedas foram em: Iridium Recebíveis Imobiliários (IRDM11), Kinea Índices de Preços (KNIP11), VBI Logístico (LVBI11), Santander Renda de Aluguéis (SARE11), Bresco Logística (BRCO11).

Veja o gráfico do dia

Fonte:B3

FII: Maiores Altas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
TORD11R$ 12,122,11%
RVBI11R$ 94,701,93%
QAGR11R$ 89,791,11%
SADI11R$ 82,891,09%
BRCR11R$ 91,231,02%

FII: Maiores Baixas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
IRDM11R$ 138,85-2,49%
KNIP11R$ 111,40-2,15%
LVBI11R$ 117,62-1,61%
SARE11R$ 94,70-1,55%
BRCO11R$ 114,22-1,43%

Veja a movimentação de FII

O FII Kinea Índices de Preços (KNIP11) anunciou o início da distribuição pública de cotas da 7ª emissão, que será realizada em regime de melhores esforços.

Desse modo, a nova emissão será de até 5,5 milhões de cotas ao preço unitário de R$ 105,60.

O KNIP11 pretende levantar o montante de até R$ 580,8 milhões.

Os recursos da 7ª emissão, incluindo os recursos provenientes da eventual emissão de cotas adicionais, serão destinados à aquisição de ativos e ao pagamento dos encargos do Fundo.

A colocação das ordens pelos investidores e as respectivas liquidações financeiras somente poderão ocorrer a partir do dia 14 de janeiro de 2021 (inclusive).

Cada investidor deverá subscrever e integralizar, no âmbito da oferta, a quantidade mínima de 100 cotas da 7ª Emissão, de modo que o desembolso não seja inferior ao valor equivalente a R$ 10,56 mil.

FII Guardian (GALG11) inicia negociações na Bolsa

A B3 informou que na data de hoje (7) serão iniciados os negócios com as cotas subscritas e integralizadas do FII Guardian Logística.

O nome de pregão será “FII Guardian e o código de negociação (ticker) será “GALG11”.

Na 1a emissão de cotas encerrada em 12 de novembro de 2020, foram subscritas e integralizadas 4.663.303 cotas, ao preço de R$ 85,00 por cota. O valor total da oferta foi de R$ 396.380.755,00.

Já na 2a emissão de cotas, encerrada em 22 de dezembro de 2020, foram subscritas e integralizadas 949.728 cotas, ao preço de R$ 115,00 por cota, com valor total de R$ 109.218.720,00.

FII HSAF11 entra com mandado de segurança contra a Receita Federal

O FII HSI Ativos Financeiros (HSAF11) impetrou mandado de segurança em face da Receita Federal, a fim de que seja reconhecido o direito líquido e certo do Fundo em não se sujeitar ao recolhimento de IR e IR-Fonte sobre rendimentos e ganhos líquidos auferidos na venda de cotas de outros fundos de investimento.

O FII busca ainda o direito de compensar os valores que tiverem sido, ou vierem a ser pagos a título desses impostos, devidamente atualizados nos termos da legislação e regulamentação vigentes.

Entretanto, o HSAF11 ressaltou que se trata de uma medida judicial e, como tal, não há garantia de sucesso.

Leia mais:

Fundos Imobiliários: o que esperar para 2021? Veja as perspectivas

Aluguel de FIIs: saiba como vai funcionar o empréstimo de cotas