FII: IFIX dispara 0,49%; Índice é puxado por MALL11 e SADI11

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Crédito: Pixabay

Nesta quinta-feira (5) o IFIX abriu a sessão em forte viés de alta e na primeira hora de negociações já avançava 0,45%.

Ao longo do dia, o índice sustentou o otimismo fechando o pregão em 0,49%, aos 2.785,99 pontos.

Na mínima do dia, o índice de FIIs registrou 2.772,49 pontos, enquanto a máxima foi de 2.788,29 pontos.

Juliano Custódio. Henrique Bredda. Luiz Barsi. Gustavo Cerbasi.

Estamos Ao Vivo!

Para novembro, o IFIX acumula alta de 0,70%. No ano, a queda é de 12,82%.

A movimentação financeira para a quinta-feira foi de R$ 158,4 milhões.

Destaques do dia

As maiores altas da carteira foram em: Malls Brasil Plural (MALL11), Santander Papéis Imobiliários (SADI11), Hotel Maxinvest (HTMX11), XP Malls (XPML11), HSI Mall (HSML11).

Por outro lado, as maiores quedas foram registradas nos seguintes FIIs: XP Corporate Macaé (XPCM11), Vila Olímpia Corporate (VLOL11), BB Progressivo (BBFI11B), CSHG Prime Offices (HGPO11), Votorantim Logística (VTLT11).

Veja o gráfico do dia

Fonte:B3

FII: Maiores Altas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
MALL11R$ 93,022,65%
SADI11R$ 83,702,07%
HTMX11R$ 125,002,04%
XPML11R$ 110,702,03%
HSML11R$ 92,151,90%

FII: Maiores Baixas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
XPCM11R$ 44,50-9,63%
VLOL11R$ 107,25-2,05%
BBFI11BR$ 2.265,22-1,43%
HGPO11R$ 222,00-0,89%
VTLT11R$ 115,53-0,83%

IFIX versus ações

Criado pela Bolsa brasileira, o IFIX tem por objetivo medir a performance de uma carteira.

Trata-se de uma composição de cotas de Fundos Imobiliários que são listados para negociação nos ambientes administrados pela bolsa. Entretanto, esse indicador costuma variar bem menos que o próprio Ibovespa.

Em comparação à bolsa, nesta quinta o conjunto de FIIs registrou valorização, em linha com o principal índice da bolsa, que saltou 2,95%.

Veja a movimentação de FII

RBRF11: Fundo lança 6ª emissão de cotas

O BTG Pactual, administrador do fundo de investimento imobiliário FII RBR Alpha Multiestratégia Real Estate (RBRF11), informou sobre a abertura de nova emissão de cotas do Fundo.

Assim sendo, a 6ª emissão será de até 3.742.115 cotas, ao preço de emissão de R$ 93,53 por cota, totalizando o montante de até R$ 350 milhões.

O investimento mínimo por investidor será de 268 novas cotas, equivalente a R$ 25.066,04.

Segundo o BTG, a Oferta ainda não foi objeto de registro na CVM, dessa forma o comunicado serviu apenas para divulgar a fixação do preço de emissão e valores correspondentes ao montante inicial, montante mínimo e investimento mínimo por investidor.

RBED11: Fundo lança 3ª emissão de cotas

A Rio Bravo, administradora do FII Rio Bravo Renda Educacional (RBED11), comunicou a abertura de nova emissão de cotas, por meio das quais o FII pretende levantar o montante de até R$ 51,47 milhões.

A 3ª emissão será de 334.113 cotas, no entanto, a quantidade poderá ser acrescida em até 20%.

O preço de aquisição por cota da 3ª emissão foi definido em R$ 154,06, já acrescido do custo unitário.

Os recursos captados no âmbito da oferta serão destinados, primordialmente, à aquisição do imóvel localizado em Santo André, São Paulo, divulgado por meio do Fato Relevante de 29 de outubro de 2020.

Além disso, serão destinados recursos para imóveis que sejam considerados como ativos imobiliários, informou o administrador.

Diante do exposto, a Rio Bravo informou aos cotistas que, a partir de 19 de novembro de 2020, inclusive, será iniciado o prazo para exercício do direito de preferência, encerrando-se o referido prazo em 03 de dezembro de 2020, inclusive.

FII: Confira os rendimentos divulgados

FVBI11: R$ 0,369572623 por cota em 11/11

VPSI11: R$ 0,10038 por cota em 12/11

ELDO11B: R$ 0,49 por cota em 12/11