FII: IFIX dispara 1,49% puxado por RBRP11 e IRDM11

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

O IFIX recuperou parcialmente as fortes quedas dos últimos dias e fechou a sessão desta terça em alta de 1,49%, aos 2746,10 pontos.

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, o que amplia o desafio de busca pelas melhores aplicações para multiplicá-lo

A mínima para o dia foi de 2705,86 pontos, enquanto a máxima foi de 2746,10 pontos.

No acumulado de junho o IFIX recua 2,5%, no ano cai 3,94%. A movimentação financeira para hoje foi de R$ 266,96 milhões.

Destaques do dia

As maiores altas do IFIX foram em: RBR Properties (RBRP11), Iridium Recebíveis Imobiliários (IRDM11), XP Crédito (XPCI11), CSHG Imobiliário FOF (HGFF11), Votorantim Logística (VTLT11).

Você sabia que algumas das maiores oportunidades de ganhos da bolsa estão nas Small Caps? Quer saber mais sobre essas ações e como investir? 

Na contramão, as maiores quedas foram em: SP Downtown (SPTW11), Ourinvest Logística (OULG11), Vectis Juros Real (VCJR11), Bresco Logística (BRCO11), Valora RE III (VGIR11).

Quer começar o dia bem-informado com as notícias que vão impactar o seu bolso? Clique aqui e assine a newsletter EQI HOJE!

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.

Veja o gráfico do dia

FII: Maiores Altas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
RBRP11R$ 79,505,02%
IRDM11R$ 124,904,95%
XPCI11R$ 100,703,87%
HGFF11R$ 81,003,83%
VTLT11R$ 103,683,78%

FII: Maiores Baixas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
SPTW11R$ 53,90-0,92%
OULG11R$ 68,01-0,69%
VCJR11R$ 95,01-0,54%
BRCO11R$ 100,00-0,50%
VGIR11R$ 88,20-0,45%

Confira as últimas notícias sobre FII

  • ARCT11

O fundo assinou um CCV visando a aquisição de dois imóveis, sendo um localizado em Mato Grosso do Sul e outro em São Paulo.

A operação foi realizada por meio de sale-leaseback no montante de R$ 19 milhões.

Segundo o comunicado, os imóveis deverão ser alugados pelo período de 120 meses sendo certo que a operação ainda contará com uma opção de recompra dos ativos.

Com a aquisição, a gestora estima um impacto positivo de R$ 0,10 por cota em seus resultados, sem considerar o pagamento do prêmio pela opção de recompra.

  • IRDM11

O fundo convocou uma AGE para que seus cotistas possam deliberar sobre a realização de sua 10ª emissão de cotas.

Segundo o documento, o fundo pretende captar até R$ 507 milhões, a partir da emissão de 5 milhões de cotas ao preço de R$ 101,41 por cota.

Caso a emissão seja aprovada, o fator de proporção para exercício do direito de preferência será de 22,72%.

  •   VGIP11

O fundo anunciou o encerramento do período de exercício do direito de preferência no âmbito de sua 5ª emissão de cotas.

Até o momento, cerca de 1,2 milhão de cotas foram subscritas e integralizadas, perfazendo a captação de R$ 123 milhões.

Remanescem, portanto, 1,4 milhão de cotas que poderão ser subscritas durante o período de subscrição de sobras (respeitando o fator de proporção de 110%) e do montante adicional.