FII: IFIX recua 0,24% pressionado por BBFI11B e KNCR11

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Nesta terça-feira (27) o IFIX seguiu mais um dia em tendência de queda.

Apesar da leve alta registrada na primeira hora de negociações, o índice não sustentou a pressão nas vendas e fechou o dia na mínima de 2.803,01 pontos, recuando 0,24%.

A máxima registrada para o índice de FIIs hoje foi de 2.813,42 pontos.

Juliano Custódio. Henrique Bredda. Luiz Barsi. Gustavo Cerbasi.

Estamos Ao Vivo!

Em outubro, o IFIX registra alta de 0,29%. Já no acumulado de 2020, recua 12,22%.

A movimentação financeira para esta terça-feira foi de R$ 169,93 milhões.

Destaques do dia

Entre as maiores altas da carteira do IFIX estavam: Alianza Trust Renda Imobiliária (ALZR11), Bresco Logística (BRCO11), Ourinvest JPP (OUJP11), BTG Pactual Logística (BTLG11), Rio Bravo Renda Educacional (RBED11).

Por outro lado, as maiores quedas foram em: BB Progressivo (BBFI11B), Kinea Renda Imobiliária (KNCR11), Hotel Maxinvest (HTMX11), XP Properties (XPPR11), CSHG Imobiliário FOF (HGFF11).

Veja o gráfico do dia

FII: Maiores Altas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
ALZR11R$ 127,771,40%
BRCO11R$ 123,191,06%
OUJP11R$ 103,200,90%
BTLG11R$ 107,890,84%
RBED11R$ 162,300,81%

FII: Maiores Baixas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
BBFI11BR$ 2.460,00-5,38%
KNCR11R$ 91,78-1,80%
HTMX11R$ 128,54-1,71%
XPPR11R$ 83,04-1,14%
HGFF11R$ 93,50-1,06%

IFIX versus ações

Criado pela Bolsa brasileira, o IFIX tem por objetivo medir a performance de uma carteira.

Trata-se de uma composição de cotas de Fundos Imobiliários que são listados para negociação nos ambientes administrados pela bolsa. Entretanto, esse indicador costuma variar bem menos que o próprio Ibovespa.

Em comparação à bolsa, nesta terça o conjunto de FIIs registrou desvalorização, em linha com o principal índice da bolsa, que caiu 1,4%.

Veja a movimentação de FII

GCFF11 realiza 2ª emissão de cotas do Fundo

O BTG Pactual, administrador do fundo de investimento imobiliário (FII) Galápagos Fundo de Fundos (GCFF11), informou a abertura de nova emissão de cotas.

Assim sendo, a 2ª emissão será até 600 mil cotas, por meio das quais o FII pretende levantar o montante de até R$ 60 milhões.

O preço de aquisição por cota da 2ª emissão foi definido em R$ 100 cada, já acrescido do custo unitário de distribuição.

A oferta contará com investidores Institucionais e investidores não institucionais.

Os cotistas que tiverem interesse em exercer o direito de preferência deverão se manifestar no período entre os dias 17 de novembro de 2020 a 25 de novembro de 2020, inclusive, na B3.

O GCFF11 é um fundo imobiliário do tipo fundo de fundos, ou seja, seu objetivo é proporcionar rentabilidade aos cotistas através da aquisição preponderante dos ativos imobiliários.

BTLG11 comunica pagamento de saldo remanescente de imóvel

O FII BTG Pactual Logística (BTLG11) comunicou que o Fundo realizou no última dia 23 o pagamento do saldo remanescente equivalente a R$ 112 milhões no imóvel localizado Jundiaí, São Paulo.

Em nota, o Fundo informou ainda que remanescerá a obrigação de quitação de R$ 143 milhões, a ser quitada após cumprimento das condições finais de pagamento.

Com o pagamento, o Fundo fará jus à receita de aluguel de 100% do imóvel, equivalente a R$ 0,25/cota por mês se considerado o número de cotas atuais do Fundo.