FII: IFIX fecha o dia em queda de 0,3% puxado por BBVJ11 e SPTW11

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Pixabay

O IFIX abriu a última semana de julho em forte viés de queda.

Ainda pela manhã, às 12 h, o índice já registrava queda de 0,22%.

Ao longo do pregão, o IFIX não suportou a pressão nas vendas e fechou o dia em queda de 0,3%, aos 2.722,77 pontos.

Análises e Resumos do mercado financeiro com leituras de 5 minutos. Conheça a EQI HOJE

Na mínima do dia, o índice de FIIs bateu nos 2.722,77 pontos, já na máxima, atingiu os 2.734,05 pontos.

Para o acumulado do mês, o índice registra uma desvalorização de 2,98%. Já no ano, a queda é de 14,2%.

A movimentação financeira para esta segunda foi de R$ 170,8 milhões.

Maiores altas

As maiores altas na carteira do IFIX hoje foram puxadas pelos fundos: Brazil Realty (BZLI11), Edifício Almirante Barroso (FAMB11B), Centro Têxtil Internacional (CTXT11), Iridium Recebíveis Imobiliários (IRDM11), Grand Plaza Shopping (ABCP11).

Na contramão, as maiores quedas foram seguintes FIIs: Cidade Jardim Continental Tower (BBVJ11), SP Downtown (SPTW11), Brazilian GraveyardDeath (CARE11), CSHG Imobiliário FOF (HGFF11), West Plaza (WPLZ11).

Conheça nossa planilha de fundos imobiliários

Veja o gráfico do dia

Fonte:B3

FII: Maiores Altas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
BZLI1115,481,98%
FAMB11B3.299,991,91%
CTXT1147,841,79%
IRDM11109,711,58%
ABCP1189,251,44%

FII: Maiores Baixas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
BBVJ1155,29-4,59%
SPTW1178,00-4,53%
CARE110,76-3,80%
HGFF1196,90-2,81%
WPLZ1177,40-2,62%

IFIX versus ações

Criado pela Bolsa brasileira, o IFIX tem por objetivo medir a performance de uma carteira.

Trata-se de uma composição de cotas de Fundos Imobiliários que são listados para negociação nos ambientes administrados pela bolsa. Entretanto, esse indicador costuma variar bem menos que o próprio Ibovespa.

Em comparação à bolsa, nesta segunda-feira, o conjunto de fundos de investimentos imobiliários registrou desvalorização em contraponto ao principal índice da bolsa, que subiu 2,05%.