FII: IFIX salta 0,34%; índice é puxado por XTED11 e GSFI11

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Pelo quinto dia seguido, o IFIX fechou o pregão em mais uma sessão de alta, com avanço de 0,34%, aos 2.780,18 pontos.

A forte pressão no lado comprador foi vista já na primeira hora de negociações, que subia a 0,34%.

Ao longo do dia, o IFIX manteve força para sustentar o viés de alta, registrando a máxima em 2.784,18 pontos. A mínima para o dia foi de 2.770,66 pontos.

No acumulado de agosto, o IFIX registra valorização de 1,72%. No ano, a queda é de 12,32%

A movimentação financeira para esta segunda-feira (24) foi de R$ 175,79 milhões.

Maiores altas

Entre os Fundos Imobiliários que puxaram a alta estavam: TRX Edifícios Corporativos (XTED11), General Shopping e Outlets (GSFI11), Shopping Pátio Higienópolis (SHPH11), RB Capital Renda I (FIIP11B), Edifício Almirante Barroso (FAMB11B).

Por outro lado, as maiores quedas da carteira puderam ser vistas nos fundos:Floripa Shopping (FLRP11), Tellus Properties (TEPP11), Brazil Realty (BZLI11), Hospital da Criança (HCRI11), Kinea Fundo de Fundos (KFOF11).

Conheça nossa planilha de fundos imobiliários

Veja o gráfico do dia

Fonte:B3

FII: Maiores Altas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
XTED11R$ 7,878,10%
GSFI11R$ 2,743,01%
SHPH11R$ 922,892,76%
FIIP11BR$ 190,002,70%
FAMB11BR$ 3.180,002,48%

FII: Maiores Baixas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
FLRP11R$ 1.350,00-2,53%
TEPP11R$ 91,04-2,10%
BZLI11R$ 14,50-2,03%
HCRI11R$ 415,32-1,39%
KFOF11R$ 110,00-1,35%

IFIX versus ações

Criado pela Bolsa brasileira, o IFIX tem por objetivo medir a performance de uma carteira.

Trata-se de uma composição de cotas de Fundos Imobiliários que são listados para negociação nos ambientes administrados pela bolsa. Entretanto, esse indicador costuma variar bem menos que o próprio Ibovespa.

Em comparação à bolsa, nesta segunda-feira, o conjunto de fundos de investimentos imobiliários registrou valorização, em linha com o principal índice da bolsa, que subiu 0,77%.

Veja as movimentações sobre os fundos FVBI11 e PVBI11

O BTG Pactual, na qualidade de administrador do FII VBI FL 4440 (FVBI11), comunicou a venda pelo Fundo da totalidade de sua participação (50%) no imóvel Edifício Faria Lima 4440, localizado em São Paulo (SP).

No ato da escritura foi realizado um acerto de contas entre as partes considerando: débito do Fundo relacionado às obras que foram executadas no imóvel e crédito do Fundo referente ao aluguel de dois locatários.

Sendo assim, após os devidos acertos, o Fundo recebeu o valor líquido de R$ 340.480.365,30 pela venda.

De forma a dar início aos procedimentos de liquidação do Fundo, o administrador informou ainda que o dia 21 de agosto de 2020 foi o último para negociação das cotas do Fundo na B3.

Desse modo, a partir do pregão desta segunda-feira (24)  as cotas não poderão mais ser negociadas na Bolsa.

Na outra ponta, o FII VBI Prime Properties (PVBI11) informou sobre a compra do imóvel citado acima, de propriedade do FII VBI FL 4440 (FVBI11).

Atualmente o imóvel encontra-se 100% locado, com mais de 70% dos contratos de locação com vencimento a partir de 2024.

Considerando o aluguel esperado para os próximos 12 meses, esta aquisição, representa um cap rate de 5,3%, quando calculado sobre o preço da aquisição.

O referido aluguel mensal equivale à aproximadamente R$ 0,15/cota.