FII: IFIX avança 0,28%; índice é puxado por XPPR11 e WPLZ11

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Crédito: Unsplash

Nesta terça-feira (21) o IFIX quebrou a sequência de quedas dos últimos dias e fechou o pregão em alta de 0,28%, aos 2,732,19 pontos.

Na mínima do dia, o índice de FIIs bateu nos 2.724,51 pontos, já na máxima, atingiu os 2.732,82pontos.

Para o acumulado do mês, o índice registra uma desvalorização de 2,64%. Já no ano, a queda é de 14,36%.

Confira os melhores momentos da Money Week

A movimentação financeira para o dia foi de R$ 243,97 milhões.

Maiores altas

As maiores altas na carteira do IFIX para esta terça foram puxadas pelos seguintes fundos: XP Properties (XPPR11), West Plaza (WPLZ11), Shopping Pátio Higienópolis (SHPH11), Tellus Properties (TEPP11), Capitânia REIT FOF (CPFF11).

Em sentido oposto, as maiores quedas refletiram nos seguintes fundos: TRX Edifícios Corporativos (XTED11), Quasar Agro (QAGR11), Caixa Rio Bravo Fundo de Fundos (CXRI11), BB Progressivo (BBFI11B) e RB Capital Renda II (RBRD11).

BDRs| Confira os papéis disponíveis para Investimentos

Veja o gráfico do dia

Fonte:B3

FII: Maiores Altas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
XPPR1189,303,84%
WPLZ1179,593,35%
SHPH11926,282,92%
TEPP1190,792,59%
CPFF1180,002,56%

FII: Maiores Baixas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
XTED117,70-4,82%
QAGR1180,31-3,02%
CXRI111.650,01-2,37%
BBFI11B2.219,20-2,29%
RBRD1178,30-2,06%

 

IFIX versus ações

Criado pela Bolsa brasileira, o IFIX tem por objetivo medir a performance de uma carteira.

Trata-se de uma composição de cotas de Fundos Imobiliários que são listados para negociação nos ambientes administrados pela bolsa. Entretanto, esse indicador costuma variar bem menos que o próprio Ibovespa.

Em comparação à bolsa, nesta terça-feira, o conjunto de fundos de investimentos imobiliários registrou valorização em contraponto ao principal índice da bolsa, que caiu 0,11%.

Veja a movimentação de fundos

A BTG Pactual, administradora do FII Edifício Galeria (EDGA11), comunicou que fundo recebeu notificação da locatária Keppel Fels referente à sua intenção de rescindir o contrato de locação.

Com esta saída, a receita do fundo será impactada negativamente em 3,85% em comparação às receitas do mês de maio de 2020.

O impacto na distribuição de rendimentos será de, aproximadamente, R$0,01, informou a administradora do fundo.

A BTG informou ainda que será cobrada a multa e os encargos devidos, conforme previsto no contrato de locação. Os valores captados serão distribuídos aos cotistas do fundo.

FLRP11 informa rendimento

Abaixo está disponibilizado o valor do rendimento do FLRP11 relativos a junho. Além disso, foi informado a data de pagamento e data base (último dia de negociação “com” direito ao provento) de negociação do FII.

  • Valor: R$ 22,648378667 por cota
  • Data do pagamento: 31/07/2020
  • Data base: 20/07/2020