FII: IFIX sobe 0,29% no dia; SHPH11 e PATC11 puxam alta

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Crédito: Pxhere

Nesta quarta-feira (2), o IFIX recuperou as perdas de ontem e seguiu o dia em viés de alta, avançando 0,29%, aos 2.782,69 pontos.

Na mínima do dia, o índice de FIIs registrou 2.774,66 pontos e na máxima, 2.784,49 pontos.

Para setembro, o IFIX registra alta de 0,02%, enquanto no ano a queda é de 12,16%.

Participe do maior evento de investimentos da América Latina

A movimentação financeira para esta quarta foi de R$ 187,15 milhões.

Maiores altas

Entre os Fundos Imobiliários que puxaram a alta estavam: Shopping Pátio Higienópolis (SHPH11), Plural Recebíveis Imobiliários (PLCR11), Pátria Edifícios Corporativos (PATC11), Santander Papéis Imobiliários (SADI11), BB Progressivo (BBFI11B).

Por outro lado, as maiores quedas da carteira puderam ser vistas nos fundos: RB Capital Renda II (RBRD11), Grand Plaza Shopping (ABCP11), Cenesp (CNES11), TRX Edifícios Corporativos (XTED11), The One (ONEF11).

Conheça nossa planilha de fundos imobiliários

Veja o gráfico do dia

Fonte:B3

FII: Maiores Altas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
SHPH11R$ 945,004,07%
PLCR11R$ 83,903,45%
PATC11R$ 90,002,74%
SADI11R$ 86,202,24%
BBFI11BR$ 2.390,002,23%

FII: Maiores Baixas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
RBRD11R$ 72,00-3,97%
ABCP11R$ 76,16-3,12%
CNES11R$ 65,80-2,50%
XTED11R$ 7,30-1,62%
ONEF11R$ 147,57-1,42%

IFIX versus ações

Criado pela Bolsa brasileira, o IFIX tem por objetivo medir a performance de uma carteira.

Trata-se de uma composição de cotas de Fundos Imobiliários que são listados para negociação nos ambientes administrados pela bolsa. Entretanto, esse indicador costuma variar bem menos que o próprio Ibovespa.

Em comparação à bolsa, nesta quarta-feira, o conjunto de fundos de investimentos imobiliários registrou valorização, em contraponto ao principal índice da bolsa, que caiu 0,25%.

Veja a movimentação dos Fundos

GCFF11

O BTG Pactual, administrador do fundo de investimento imobiliário Galápagos Fundo de Fundos (GCFF11), informou ao mercado a abertura de nova emissão de cotas.

Desse modo, a segunda emissão será de até 600 mil de cotas, ao preço de emissão de R$ 100 por cota, totalizando o montante de até R$ 60 milhões.

Segundo o comunicado, o prospecto prospecto definitivo será disponibilizado para consulta após a obtenção do registro da oferta na CVM.

O GCFF11é um fundo imobiliário cujo objetivo é proporcionar rentabilidade aos seus cotistas através da aquisição, primordialmente, em cotas de outros fundos de investimento imobiliário por meio de: Certificados de Recebíveis Imobiliários; Letras Hipotecárias; Letras de Crédito Imobiliário; Letras Imobiliárias Garantidas; e demais títulos e valores mobiliários que sejam ou venham a ser permitidos pela legislação ou regulamentação aplicável.

BLCP11

O BTG Pactual, administrador do Bluecap Renda Logística (BLCP11), realizou na terça-feira,1, a 3ª Chamada de Capital da 1ª Emissão de Cotas do BLCP11 para os cotistas que possuem compromisso de investimento.

Assim sendo, no âmbito da 3ª Chamada de Capital, deverão ser integralizadas 233.371 cotas, perfazendo o valor total de R$ 24.242.579,48, já inclusos os custos de distribuição.

O administrador informou que os valores a serem integralizados por cada cotista e demais informações para pagamento encontram-se detalhados nos e-mails enviados ontem, 1, a cada cotista, nos endereços previamente informados ao administrador.

A liquidação das integralizações de cotas no âmbito da 3ª Chamada de Capital está prevista para ocorrer no dia 11 de setembro de 2020.

VVPR11

A BTG Pactual Serviços Financeiros, na qualidade de administradora do FII V2 (VVPR11), comunicou que em razão dos desdobramentos da pandemia de Covid-19, o Fundo acordou com certas locatárias o adiamento nos prazos de pagamento de aluguéis.

Segundo o comunicado, o impacto sobre a distribuição de rendimentos do Fundo será de, aproximadamente, R$ 0,06 por cota, relativos à distribuição de Setembro/20.