FII: IFIX fecha em alta de 0,22% puxado por BZLI11 e FLRP11

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Unsplash

O IFIX operou em alta nesta quarta-feira (17) com valorização de 0,22% aos 2.789,07 pontos.

Na mínima do dia, o índice de FIIs bateu os 2.783,50pontos, já na máxima o índice alcançou os 2.792,10 pontos.

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, saiba quais são as melhores atitudes e aplicações para multiplicá-lo

No mês, o IFIX acumula valorização de 4,94%. Já no ano a queda é de 12,52%.

Entre as maiores altas da carteira para a quarta-feira estão: BRAZIL REALTY (BZLI11), Floripa Shopping (FLRP11) e Caixa Rio Bravo Fundo de Fundos (CXRI11).

Por outro lado, as maiores quedas foram verificadas em: BM Cyrela Thera Corporate (THRA11), Bradesco Carteira Imobiliária Ativa (BCIA11) e Brazilian GraveyardDeath (CARE11).

A movimentação financeira no dia foi de R$ 154,85 milhões.

Planilha de Ativos

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.

Veja o gráfico do dia

Fonte:B3

FII: Maiores Altas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
BZLI1115,808,97%
FLRP111.476,947,25%
CXRI111.490,004,41%
CEOC1188,843,30%
PLCR1181,882,59%

FII: Maiores Baixas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
THRA11136,42-3,93%
BCIA11191,00-3,46%
CARE110,71-2,74%
NSLU11257,00-2,62%
TEPP1190,90-2,53%

IFIX versus ações

Criado pela Bolsa brasileira, o IFIX tem por objetivo medir a performance de uma carteira.

Trata-se de uma composição de cotas de Fundos Imobiliários que são listados para negociação nos ambientes administrados pela bolsa. Entretanto, esse indicador costuma variar bem menos que o próprio Ibovespa.

Em comparação à bolsa, nesta quarta-feira, o conjunto de fundos de investimentos imobiliários registrou uma valorização inferior ao principal índice da bolsa, que subiu 2,16%.

Veja a movimentação de fundos

A Rio Bravo, administradora do FII Rio Negro (RNGO11), comunicou em fato relevante que recebeu comunicação formal da C&A Modas, locatária de imóvel no centro administrativo Rio Negro, acerca de seu interesse na rescisão antecipada dos contratos de locação dos imóveis.

Com a devolução dos imóveis, o fundo passará a ter vacância física de 23,9% de seu ABL total.

A receita da locação representa um impacto de aproximadamente R$ 0,04/cota na distribuição de rendimentos do fundo.

A locatária informou que cumprirá o prazo de 180 (cento e oitenta) dias do aviso prévio previsto em contrato, devendo arcar com todas as suas responsabilidades contratuais e legais durante tal período, inclusive o pagamento dos aluguéis mensais e demais encargos locatícios.