FII: IFIX recua 009% pressionado por RCRB11 e LVBI11

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Na sessão desta terça-feira (15) o IFIX fechou o pregão em queda de 0,09%, aos 2819,37 pontos.

Atingir um patrimônio de R$ 100 mil é para poucos, o que amplia o desafio de busca pelas melhores aplicações para multiplicá-lo

Na mínima do dia o índice bateu em 2818,41 pontos, enquanto a máxima foi de 2828,59 pontos.

No acumulado de junho o IFIX avança 0,1%, no ano cai 1,34%. A movimentação financeira para hoje foi de R$ 254,09 milhões.

Destaques do dia

As maiores altas do IFIX foram em: SP Downtown (SPTW11), XP Corporate Macaé (XPCM11), XP Properties (XPPR11), REC Renda imobiliária (RECT11), Valora RE III (VGIR11).

Você sabia que algumas das maiores oportunidades de ganhos da bolsa estão nas Small Caps? Quer saber mais sobre essas ações e como investir? 

Na contramão, as maiores quedas foram em: Rio Bravo Renda Corporativa (RCRB11), VBI Logístico (LVBI11), RBR Properties (RBRP11), CSHG Imobiliário FOF (HGFF11), Bresco Logística (BRCO11).

Quer começar o dia bem-informado com as notícias que vão impactar o seu bolso? Clique aqui e assine a newsletter EQI HOJE!

Um dos principais exercícios para a compra de uma ação é saber se ela está cara ou barata. Para isso, preparamos um material especial para ajudá-lo nesta análise.

Veja o gráfico do dia

FII: Maiores Altas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
SPTW11R$ 56,104,39%
XPCM11R$ 41,511,42%
XPPR11R$ 67,781,25%
RECT11R$ 78,661,12%
VGIR11R$ 91,001,10%

FII: Maiores Baixas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
RCRB11R$ 145,12-2,59%
LVBI11R$ 112,07-1,95%
RBRP11R$ 81,51-1,68%
HGFF11R$ 82,11-1,06%
BRCO11R$ 107,94-0,97%

Confira as últimas notícias sobre FII

O FII Vinci Imóveis Urbanos (VIUR11) concluiu a aquisição de 100% do imóvel Anhanguera Campinas, locado à Anhanguera Educacional do Grupo Cogna Educação, localizado em Campinas (SP).

Este é o primeiro ativo do Fundo e o valor da aquisição é de R$ 56,517 milhões.

O cap rate estimado pela gestão é de 8,5% para os próximos 12 meses e a aquisição representa aproximadamente 22% dos recursos líquidos captados na 1ª emissão de cotas do Fundo.

A receita operacional líquida (NOI) esperada para os próximos 12 meses é de cerca de R$ 4,8 milhões, o equivalente a um valor aproximado de R$ 0,15/cota ao mês.

O imóvel possui 15.770 m², é constituído por diversos blocos e encontra-se 100% locado para a Universidade Anhanguera através de contrato de locação atípico com vencimento em dezembro de 2024 pelo valor atualizado de R$ 24,5/m².