FII: IFIX avança 0,22% no dia puxado por MFII11 e VTLT11

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Na sessão da terça-feira, 15, o IFIX reverteu as perdas do dia anterior e fechou em alta de 0,22%, aos 2.767,43 pontos.

Na mínima do dia, o índice de FIIs marcou 2.761,40 pontos, enquanto a máxima foi de 2.768,65 pontos.

No acumulado de dezembro o IFIX recua 1,46%. No ano a queda é de 13,4%. A movimentação financeira para a terça-feira foi de R$ 200,95 milhões.

Conheça planilha que irá te ajudar em análises para escolha do melhor Fundo Imobiliário em 2021

Destaques do dia

Os FIIs com as maiores altas do dia foram: Mérito Desenvolvimento Imobiliário (MFII11), Votorantim Logística (VTLT11), Kinea Renda Imobiliária (KNRI11), CSHG Real Estate (HGRE11), CSHG Imobiliário FOF (HGFF11).

Em sentido contrário, as maiores quedas foram em: BB Progressivo (BBFI11B), BB Progressivo II (BBPO11), Green Towers (GTWR11), Alianza Trust Renda Imobiliária (ALZR11), Hectare CE (HCTR11).

Veja o gráfico do dia

Fonte:B3

FII: Maiores Altas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
MFII11R$ 131,692,13%
VTLT11R$ 117,001,92%
KNRI11R$ 157,781,79%
HGRE11R$ 149,491,51%
HGFF11R$ 91,151,28%

FII: Maiores Baixas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
BBFI11BR$ 2.050,00-2,94%
BBPO11R$ 118,80-1,89%
GTWR11R$ 106,50-1,39%
ALZR11R$ 122,77-1,29%
HCTR11R$ 136,00-1,20%

IFIX versus ações

Criado pela Bolsa brasileira, o IFIX tem por objetivo medir a performance de uma carteira.

Trata-se de uma composição de cotas de Fundos Imobiliários que são listados para negociação nos ambientes administrados pela bolsa. Entretanto, esse indicador costuma variar bem menos que o próprio Ibovespa.

Em comparação à bolsa, nesta terça o conjunto de FIIs registrou valorização, em linha com o principal índice da bolsa, que fechou o dia em alta de 1,34%.

Veja a movimentação de FII

O BTG Pactual, na qualidade de administrador do FII Torre Norte (TRNT11), comunicou que até 14 de dezembro de 2020 o Fundo não recebeu de algumas de suas locatárias o pagamento do aluguel, referente à competência de novembro/2020.

Desta forma, a distribuição de rendimentos foi impactada negativamente em, aproximadamente, R$ 0,04 por cota.

Adicionalmente, após tratativas e negociações para regularização do pagamento dos aluguéis, o TRNT11 recebeu os valores referentes que estavam em situação de inadimplência referente a competência de outubro/2020.

Assim sendo, a última distribuição de rendimentos foi impactada positivamente em, aproximadamente, R$ 0,02 por cota.

Portanto, considerando o impacto conjunto da inadimplência e da adimplência, a receita do Fundo referente a competência de novembro foi impactada negativamente em, aproximadamente, 2,66%. Já a distribuição de rendimentos foi impactada negativamente em, aproximadamente, R$ 0,02 por cota.

FII: Confira os rendimentos divulgados

OULG11: R$ 0,6114008981 por cota em 21/12

OUCY11: R$ 0,6500001 por cota em 21/12

WTSP11B: R$ 0,129500205 por cota em 21/12

OUFF11: R$ 0,5500001212 por cota em 21/12

BRLA11: R$ 0,965018698 por cota em 21/12

TSNC11: R$ 35,100428421 por cota em 21/12

FTCE11B: R$ 111 por cota em 16/12

ARCT11: R$ 29,147736467 por cota em 21/12

ELDO11B: R$ 3,63 por cota em 22/12

OUFF11: R$ 0,5500001212 por cota em 21/12

Leia mais:

Aluguel de FIIs: saiba como vai funcionar o empréstimo de cotas

FIIs: por que o IFIX está atrás do Ibovespa? Entenda