FII: IFIX fecha em alta de 0,05%; Índice é puxado por HTMX11 e JSRE11

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

Pelo sexto dia consecutivo, o IFIX seguiu em tendência de alta e fechou a sessão positivo em 0,05%, aos 2.809,74 pontos.

Em um dia com poucas oscilações, a mínima para esta quarta-feira, 14, foi de 2.808,27 pontos.

Por outro lado, a máxima para o índice de FIIs bateu em 2.813,24 pontos.

Conheça a FinTwit, o maior fórum de finanças do mundo.

Hoje o Twitter é pauta na Money Week.

Para outubro, o IFIX acumula alta de 0,53%. No ano, a queda é de 11,99%.

A movimentação financeira para esta quarta-feira foi de R$ 185,96 milhões.

Destaques do dia

Entre as maiores altas da carteira do IFIX estavam: Hotel Maxinvest (HTMX11), JS Real Estate Multigestão (JSRE11), Brasil Plural Absoluto Fundo de Fundos (BPFF11), Vinci Shopping Centers (VISC11), Industrial do Brasil (FIIB11).

As maiores quedas foram em: Santander Renda de Aluguéis (SARE11), Pátria Edifícios Corporativos (PATC11), BTG Pactual Crédito Imobiliário (BTCR11), Vinci Offices (VINO11), Votorantim Logística (VTLT11).

Veja o gráfico do dia

Fonte:B3

FII: Maiores Altas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
HTMX11R$ 121,891,96%
JSRE11R$ 96,571,62%
BPFF11R$ 84,871,45%
VISC11R$ 115,481,29%
FIIB11R$ 515,501,02%

FII: Maiores Baixas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
SARE11R$ 96,25-1,77%
PATC11R$ 88,85-1,00%
BTCR11R$ 83,40-0,95%
VINO11R$ 60,44-0,87%
VTLT11R$ 117,32-0,87%

IFIX versus ações

Criado pela Bolsa brasileira, o IFIX tem por objetivo medir a performance de uma carteira.

Trata-se de uma composição de cotas de Fundos Imobiliários que são listados para negociação nos ambientes administrados pela bolsa. Entretanto, esse indicador costuma variar bem menos que o próprio Ibovespa.

Em comparação à bolsa, nesta quarta o conjunto de FIIs registrou valorização, em linha com o principal índice da bolsa, que subiu 0,84%.

Veja a movimentação de FII

JSRE11 comunica abertura da 8ª emissão de cotas do Fundo

O Banco Safra, administrador do FII JS Real Estate Multigestão (JSRE11), comunicou a abertura da 8ª emissão de cotas do Fundo.

A oferta, realizada com esforços restritos, pretende levantar o montante de R$ 300 milhões.

O preço de aquisição por cota da 8ª emissão foi definido em R$ 97,48, considerando o custo unitário de distribuição.

O JSRE11 é um fundo imobiliário do tipo híbrido. Sendo assim, seus investimentos podem ser constituídos por todos os segmentos do mercado imobiliário.

FISD11 realiza contrato de venda da ações de ativo do FII

O FII São Domingos (FISD11) informou que foi pactuado contrato de venda da ações do ativo denominado Superavit S.A..

Segundo o comunicado, a transação será realizada em 10 parcelas mensais de R$ 6 milhões, perfazendo o total de R$ 60 milhões.

“Considerando que o ativo foi adquirido por R$ 57 milhões pelo Fundo e que a marcação em carteira chegou a R$ 10 milhões durante a administração da antiga administradora Foco trata-se de negociação vantajosa”, informou a administradora do FII.

No entanto, a fim de refletir o valor de mercado do ativo, a administradora optou por aplicar um deságio de 15% por risco de crédito no contrato de venda, passando o valor de mercado do ativo a R$ 51 milhões.

RBVA11 aprova a realização da 3ª emissão de cotas

A BRL Trust, na qualidade de instituição administradora do FII Rio Bravo (RBVA11) informou que foi aprovada a realização da 3ª emissão de cotas do Fundo.

A oferta será realizada no Brasil, sob coordenação e distribuição de instituição integrante do sistema de distribuição de valores mobiliários, a ser realizada sob o regime de melhores esforços.

EDFO11B renova contrato de locação com a Supplier

A Oliveira Trust, administradora e gestora do FII Edifício Ouroinvest (EDFO11B), informou que foi renovado o contrato de locação com a locatária Supplier Administradora de Cartões de Crédito.

A renovação da locação foi realizada para um período adicional de 04 anos, a contar de 10 de setembro de 2020.

A locação representa aproximadamente 6,9625% da área bruta locável pertencente ao Fundo.

A administradora informou que, com o fito de manter o locatário no imóvel, foi concedido desconto de R$10,00/m² para o primeiro ano de locação.

O rendimento mensal distribuído por cota a partir de novembro/2020 sofrerá um acréscimo de aproximadamente 0,79% quando comparado aos rendimentos distribuídos no mês anterior.

FII: Confira os rendimentos divulgados

HCRI11: R$ 2,5971515 por cota em 20/10

CPTS11: R$ 0,72 por cota em 20/10

MGHT11: R$ 0,60 por cota em 20/10

SHDP11: R$ 3,775413395 por cota em 20/10

MCCI11: R$ 0,60 por cota em 20/10

VGIR11: R$ 0,45 por cota em 20/10

TRNT11: R$ 0,68 por cota em 20/10