FII: IFIX fecha a semana em alta de 0,10%; no dia, recua 0,04%

Regiane Medeiros
Economista formada pela UFSC. Produz conteúdo na área de mercado de capitais, finanças pessoais e atualidades.
1

O IFIX fechou a segunda semana de setembro em alta de 0,1%. Na semana anterior, o índice havia registrado um avanço de 0,26%. Esta é a quinta alta semanal consecutiva do IFIX.

Já para a sexta-feira, 11, o índice de FIIs fechou a sessão em queda de 0,04%, aos 2.791,80 pontos.

Na mínima do dia, o índice marcou 2.788,81 pontos e na máxima, 2.799,59 pontos.

Ferramenta ajuda na escolha de suas ações de acordo com balanços

Para setembro, o IFIX registra alta de 0,35%, enquanto no ano a queda é de 11,83%.

A movimentação financeira para esta sexta foi de R$ 178,92 milhões.

Maiores altas

Entre os Fundos Imobiliários que puxaram a alta estavam: Grand Plaza Shopping (ABCP11), Kinea Renda Imobiliária (KNCR11), CSHG Imobiliário FOF (HGFF11), Vinci Offices (VINO11), BTG Pactual Corporate Office Fund (BRCR11).

Baixe planilha que irá te ajudar a analisar Fundos Imobiliários.

Na outra ponta, as maiores quedas da carteira puderam ser vistas nos fundos: Hectare CE (HCTR11), CSHG Prime Offices (HGPO11), XP Properties (XPPR11), RBR Alpha Multiestratégia Real Estate (RBRF11), Santander Renda de Aluguéis (SARE11).

Veja o gráfico do dia

Fonte:B3

FII: Maiores Altas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
ABCP11R$ 76,601,94%
KNCR11R$ 90,501,66%
HGFF11R$ 101,501,05%
VINO11R$ 58,920,92%
BRCR11R$ 90,530,85%

FII: Maiores Baixas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
HCTR11R$ 125,10-1,82%
HGPO11R$ 220,55-1,62%
XPPR11R$ 85,72-1,57%
RBRF11R$ 95,71-1,54%
SARE11R$ 100,60-1,27%

IFIX versus ações

Criado pela Bolsa brasileira, o IFIX tem por objetivo medir a performance de uma carteira.

Trata-se de uma composição de cotas de Fundos Imobiliários que são listados para negociação nos ambientes administrados pela bolsa. Entretanto, esse indicador costuma variar bem menos que o próprio Ibovespa.

Em comparação à bolsa, nesta sexta-feira, o conjunto de fundos de investimentos imobiliários registrou desvalorização, em linha com o principal índice da bolsa, que caiu 0,48%.

Veja a movimentação de FII

MAXR11

O BTG Pactual, na qualidade de administrador do FII Max Retail (MAXR11), informou que até a presente data o Fundo não recebeu de uma de suas locatárias o pagamento dos aluguéis referentes à julho de 2020.

Além disso, BTG informou que houve flexibilização de algumas condições comerciais para outra locatária, visando a manutenção dos atuais contratos de locação e para preservar o patrimônio dos cotistas.

Desse modo, frente às condições descritas acima, o Fundo terá um impacto negativo na distribuição de rendimentos de, aproximadamente, R$ 3,42 por cota.

A locatária inadimplente sofrerá multa e encargos devidos, conforme aplicáveis, nos termos previstos no respectivo contrato de locação.

Por fim, o BTG ressalta que o resultado distribuído em agosto foi maior que a média, dado que a referida distribuição representa a do fim do semestre.

ARCT11

Na qualidade de administrador do FII Riza Arctium Real Estate (ARCT11), o BTG Pactual, retificou a informação apresentada em fato relevante publicado em 2 de setembro de 2020.

Conforme alteração, a data de fechamento da posição dos cotistas para fins do exercício do direito de preferência passa a ser 9 de setembro de 2020.

Sendo assim, será 1 dia útil imediatamente anterior à data de início do direito de preferência, ao invés de 2 dias úteis imediatamente anteriores.

Ficam mantidas todas as demais condições da oferta restrita anteriormente divulgadas.

HSRE11

A BRL Trust, administradora do FII HSI Renda Imobiliária (HSRE11) informou que foi aprovado o desdobramento de cotas do Fundo utilizando como data base a posição do dia 04 de setembro de 2020.

Assim sendo, o patrimônio do Fundo será representado por 6.565.290 de cotas, conferindo aos seus titulares os mesmos direitos das cotas previamente existentes, a partir do fechamento dos mercados do dia 09 de setembro de 2020.

ALZR11

O FII Alianza Trust Renda Imobiliária (ALZR11), comunicou a aquisição de imóvel comercial localizado na cidade de São Paulo (SP), com aproximadamente 15.000 m² de área de terreno e 8.792 m² de área construída.

Segundo o Fundo, a compra foi realizada pelo valor de R$ 71,1 milhões.

Atualmente no imóvel funciona uma loja de artigos esportivos da Decathlon, de modo que o Fundo celebrará com a loja um contrato de locação atípical, com o prazo mínimo de 10 anos, em uma operação denominada “Sale&Leaseback”.

SDIL11

A Rio Bravo, na qualidade de administradora do FII SDI Rio Bravo Renda Logística (SDIL11), informou que celebrou, em 09 de setembro, a escritura definitiva de compra e venda mediante o pagamento da parcela remanescente de R$ 15,4 milhões referente à aquisição de empreendimento localizado em Guarulhos, São Paulo.

A aquisição tem valor total de R$ 36,3 milhões, sendo que toda a receita de locação do empreendimento é recebida pelo Fundo desde a data de 05 de junho de 2020.

O Imóvel possui área bruta locável de 22.825 m² e está localizado em uma região central de Guarulhos.

Além disso, atualmente se encontra totalmente locado para duas empresas: Laboratórios Stiefel, com contrato de locação atípico na modalidade Sale-Lease-Back e AlmaViva, multinacional do segmento de tecnologia de informação e comunicação, com contrato de locação na modalidade típica e vencimento em junho de 2023.

DRIT11B

O FII Multigestão Renda Comercial (DRIT11B) informou que assinou o primeiro aditamento ao instrumento particular de locação de imóvel, celebrado com a locatária Kovi Tecnologia.

Em virtude da assinatura do referido aditamento, as partes formalizaram, dentre outras condições, o prazo de vigência de 120 meses da locação, com início em 27 de julho de 2020.

A Locatária representará 17,49% da receita imobiliária do Fundo, desse modo, a distribuição de rendimentos será positivamente impactada, em aproximadamente R$ 0,12/cota.

“Salientamos que os incrementos na receita e na distribuição serão progressivos e são uma projeção considerando o aluguel nominal da locatária após o período de carência e desconto vigentes nos próximos 24 meses”, informou a administradora do Fundo em comunicado.