FII: IFIX fecha a semana em queda de 0,91%; no dia, avança 0,04%

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Pxhere

Nesta sexta-feira, 11, o IFIX fechou o pregão em leve alta de 0,04%, aos 2.768,67 pontos.

Na mínima do dia, o índice marcou 2.766,09 pontos, enquanto a máxima bateu nos 2.772,32 pontos.

Praticidade e precisão, saiba quais melhores investimentos e como melhorar rentabilidade de suas ações

Na segunda semana de dezembro o IFIX recuou 0,91%, ao passo que no mês a queda é de 1,42%.

A movimentação financeira para a sexta-feira foi de R$ 180,55 milhões.

Destaques do dia

As maiores altas da carteira foram em: VBI Logístico (LVBI11), SP Downtown (SPTW11), Kinea Índices de Preços (KNIP11), REC Renda imobiliária (RECT11), CSHG Renda Urbana (HGRU11).

Por outro lado, as maiores quedas foram nos seguintes FIIs: Santander Papéis Imobiliários (SADI11), XP Corporate Macaé (XPCM11), CSHG Prime Offices (HGPO11), BTG Pactual Fundo de CRI (FEXC11), Valora RE III (VGIR11).

Veja o gráfico do dia

Fonte:B3

FII: Maiores Altas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
LVBI11R$ 112,972,78%
SPTW11R$ 80,052,76%
KNIP11R$ 112,461,68%
RECT11R$ 93,331,34%
HGRU11R$ 125,491,10%

FII: Maiores Baixas

Empresa (ticker)PreçoOscilação
SADI11R$ 78,60-2,06%
XPCM11R$ 48,98-1,76%
HGPO11R$ 215,69-1,51%
FEXC11R$ 88,40-1,43%
VGIR11R$ 83,67-1,15%

IFIX versus ações

Criado pela Bolsa brasileira, o IFIX tem por objetivo medir a performance de uma carteira.

Trata-se de uma composição de cotas de Fundos Imobiliários que são listados para negociação nos ambientes administrados pela bolsa. Entretanto, esse indicador costuma variar bem menos que o próprio Ibovespa.

Em comparação à bolsa, nesta sexta o conjunto de FIIs registrou valorização, em contraponto ao principal índice da bolsa, que fechou o dia no zero a zero.

Veja a movimentação de FII

O BTG Pactual, administrador do FII Alianza Trust Renda Imobiliária (ALZR11) celebrou a aquisição da totalidade das cotas da Clariant Administração de Bens, realizando, assim, a aquisição indireta de empreendimento comercial localizado na cidade e estado de São Paulo.

A transação foi realizada pelo valor total de R$ 150 milhões.

Segundo o administrador, o ALZR11 celebrará com a Clariant um contrato atípico de locação do imóvel, pelo período mínimo de 5 anos.

Adicionalmente, o Fundo iniciará o processo de dissolução da Clariant, de forma a assumir diretamente a posição de proprietário e locador do imóvel.

A Clariant pagará ao Fundo, mensalmente, o valor de R$ 1,093 milhão a título de aluguel, que será corrigido anualmente pelo IPCA.

Caso os ativos imobiliários investidos pelo Fundo performem em linha com o esperado pela gestora, a expectativa é que a transação acima referida gere um impacto positivo de R$ 0,2442 por cota no primeiro ano.

PORD11 comunica sobre a 3ª emissão de cotas

A Oliveira Trust, na qualidade de administradora do FII Polo Recebíveis Imobiliários (PORD11), comunicou ao mercado o lançamento da 3ª emissão de cotas.

A Oferta compreenderá o montante de, inicialmente, R$ 120 milhões, considerando a subscrição e integralização da totalidade das novas cotas pelo preço de emissão, sem considerar a taxa de distribuição primária.

A quantidade exata de novas cotas a serem emitidas pelo PORD11 será determinada a partir da fixação do preço de emissão.

O prospecto definitivo será disponibilizado para consulta após a obtenção do registro da Oferta na CVM.

BRIM11 conclui processo de pré-pagamento de SPE

O FII Brio Real Estate II (BRIM11) concluiu o processo de pré-pagamento da SPE Vista Cidade Jardim referente a totalidade da permuta imobiliária (participação no VGV) detida pelo Fundo no projeto “Vista Cidade Jardim”, situado em São Paulo.

Os membros do comitê de investimentos do Fundo aprovaram por unanimidade a transação, no valor total de R$ 9,65 milhões, o que representa um lucro líquido gerencial de aproximadamente R$ 1,350 milhão e um múltiplo de capital de 1,2x.

Com a significativa antecipação do fluxo esperado de recebimentos, a transação resultou em taxa interna de retorno do investimento de 39,5% a.a.

Desta forma, o Gestor recomendou ao administrador do BRIM11 a amortização parcial de cotas no montante de R$ 8,5 milhões, equivalente ao valor de R$ 68,47 por cota.

FII: Confira os rendimentos divulgados

VGIR11: R$ 0,39 por cota em 17/12

MCCI11: R$ 0,6 por cota em 17/12

Veja mais:

Aluguel de FIIs: saiba como vai funcionar o empréstimo de cotas

Fundos imobiliários: confira os FIIs recomendados para dezembro

FII: conheça os 20 fundos imobiliários mais rentáveis de 2020