Idosa de 80 anos é primeira vítima do novo coronavírus no Japão

Paulo Amaral
Jornalismo é meu sobrenome: 20 anos de estrada, com passagens por grandes veículos da mídia nacional: Portal R7, UOL Carros, HuffPost Brasil, Gazeta Esportiva.com, Agora São Paulo, PSN.com e Editora Escala, entre outros.

Crédito: Reprodução

O Japão confirmou nesta quinta-feira (13) a primeira morte no país causada pelo novo coronavírus. De acordo com o ministro da Saúde do país, Katsunobu Kato, a vítima é uma idosa japonesa de 80 anos.

O ministro informou, em entrevista coletiva, que a relação da morte da idosa com o coronavírus “ainda não está clara”, mas que ela testou positivamente para o Covid-19.

A idosa, de acordo com informações do Ministério da Saúde, era moradora da região metropolitana de Tóquio, mais precisamente em Kanagawa, e foi internada pela primeira vez no dia 22 de janeiro, com sintomas de cansaço e fadiga.

A segunda hospitalização ocorreu no dia 1 de fevereiro, já com diagnóstico de pneumonia e, no dia 6, com o agravamento do quadro clínico, a idosa foi encaminhada a um outro hospital.

O resultado positivo para o coronavírus saiu somente nesta quinta, horas após sua morte. De acordo com a Agência Brasil, a idosa não tinha registros de viagens ao exterior.

Ela é a segunda morte confirmada pelo novo coronavírus fora da China continental. O primeiro caso foi de um filipino que havia viajado para Hubei, epicentro da doença.

Coronavírus em números

O novo coronavírus já tem 59,8 mil casos confirmados na China, com 1.368 mortes causadas pelo Covid-19.

O número de casos confirmados é 33,87% superior ao divulgado no último dia 14 de janeiro, quando haviam sido registrados 44,7 mil pacientes infectados.

 


Aproveite as oportunidades e aumente a rentabilidade dos seus investimentos.

Preencha seus dados abaixo e conte com especialistas para ajudar.

Se preferir, ligue direto para 4007-2374