Ibovespa vira para queda e fecha o dia com 104 mil pontos

Regiane Medeiros
Colaborador do Torcedores
1

Crédito: Arte / EQI

Após abrir a sessão desta terça-feira (16) em leve alta, o Ibovespa reverteu a tendência e passou a operar em queda, fechando o dia negativo em 1,82%, aos 104.403 pontos. O volume de negócios do dia foi de R$ 27,61bilhões.

No Brasil, o Boletim Focus trouxe novamente, pela 32ª semana consecutiva, alta na projeção da inflação. O IPCA deve atingir até o final do ano 9,77%, na visão do mercado. Há quatro semanas, a previsão era de 8,69%.

O PIB também voltou a ter a expectativa reduzida, na quinta semana seguida: 4,88%, ante 5,01% de quatro semanas atrás. Câmbio segue previsão de R$ 5,50 e Selic, de 9,25% – vale lembrar que a próxima reunião do Copom acontece dias 7 e 8 de dezembro.

Para 2022, atenção à projeção para o PIB, que caiu a 0,93%, ante 1,50% de quatro semanas atrás. Entenda, aqui, o que vem acontecendo com as projeções para o PIB.

Hoje ainda, o IBC-Br, considerado uma prévia do PIB, apontou recuo de 0,27% em setembro. No ano até agosto, a alta é de 5,88% sem ajuste e, em 12 meses, 4,22%.

A bolsa reabre após feriado da Proclamação da República. E segue a temporada de balanços.

No campo da saúde, o Brasil atinge a taxa de 59,8% da população totalmente imunizada contra a Covid-19, ultrapassando assim os EUA, onde a taxa é de 57,6%, segundo levantamento da Universidade de Oxford.

Confira a evolução do Ibovespa na semana, em cada fechamento de sessão:

  • segunda-feira (15): feriado nacional
  • terça-feira (16): -1,82% (104.403 pontos)
  • semana: +1,82%
  • 2021: -11,27%

Destaques da bolsa

Das 91 ações negociadas na bolsa, 9 subiram, 2 ficaram estáveis e 81 caíram em relação à sessão anterior.

Mais negociadas

EmpresaTickerPreçoOscilação
PETROBRASPETR4R$ 27,29+1,11%
MAGAZINE LUIZAMGLU3R$ 9,80-12,11%
GRUPO NATURANTCO3R$ 30,62-7,21%
VALEVALE3R$ 66,33-2,88%
BRADESCOBBDC4R$ 20,690,01%

Maiores altas

EmpresaTickerPreçoOscilação
SUZANOSUZB3R$ 53,103,37%
PÃO DE AÇÚCARPCAR3R$ 23,962,04%
PETROBRASPETR3R$ 28,221,44%
PETROBRASPETR4R$ 27,291,11%
RAIA DROGASILRADL3R$ 22,960,81%

Maiores baixas

EmpresaTickerPreçoOscilação
MAGAZINE LUIZAMGLU3R$  9,8012,11%
LOCAWEBLWSA3R$ 16,9211,41%
AMERICANASAMER3R$ 33,809,63%
LOJAS AMERICANASLAME4R$ 5,989,26%
MÉLIUZCASH3R$ 3,538,79%

Dólar

  • segunda-feira (15): feriado nacional
  • terça-feira (16): +0,78% a R$ 5,499
  • semana: +0,78%

 

 

Euro

  • segunda-feira (15): feriado nacional
  • terça-feira (16): -0,34% a R$ 6,223
  • semana: -0,34%

 

 

Criptomoedas*

  • Bitcoin: -3,67% a R$ 332.219,95
  • Ethereum: -5,48% a R$ 23.340,88
  • Tether: +1,87% a R$ 5,50
  • Cardano: -4,75% a R$ 10,43
  • Binance: -5,85% a R$ 3.219,89

*(variação nas últimas 24h – corte: 18h)

Mercados do exterior

Os mercados globais operaram mistos nesta terça-feira (16). Destaque para o PIB da zona do euro, que subiu 2,2% no terceiro trimestre, e 3,7% na comparação anual, em linha com as expectativas.

Destaque ainda para as vendas no varejo dos EUA, que subiram 1,7%, acima da expectativa de 1,2%. A produção industrial subiu 1,6%, acima da estimativa de 0,7%.

Na segunda (15), o presidente Joe Biden assinou o pacote de infraestrutura de US$ 1,2 bi.

E também teve uma conversa virtual em tom amigável com Xi Jinping, presidente chinês, pedindo colaboração mútua para reduzir as tensões comerciais.

Seguem as apreensões quanto à inflação e a uma possível aceleração de passos do Federal Reserve (Fed), banco central americano, quanto ao tapering e a hora de subir juros.

Bolsas mundiais

Nova York

  • Dow Jones: +0,15%
  • S&P 500: +0,40%
  • Nasdaq: +0,76%

Europa

  • Euro Stoxx 50 (Europa): +0,35%
  • DAX (Alemanha): +0,61%
  • FTSE 100 (Reino Unido): -0,34%
  • CAC (França): +0,34%
  • IBEX 35 (Espanha): -0,61%

Ásia e Oceania

  • Shanghai (China): -0,33%
  • Hang Seng HSI (Hong Kong): +1,27%
  • SET (Tailândia): +0,32%
  • Nikkei (Japão): +0,11%
  • ASX 200 (Austrália): -0,67%
  • Kospi (Coreia do Sul): -0,08%

Commodities

Petróleo

  • Brent (janeiro 2022): US$ 82,52 (+0,57%)
  • WTI (janeiro 2022): US$ 79,81 (+0,08%)

Ouro

  • Ouro futuro (dezembro 2021): US$ 1.851,70 (-0,79%)